Veja o que mais pilotos disseram após dia em Sepang

Sauber, Toro Rosso, Williams, Caterham e Marussia também têm sexta-feira agitada em Kuala Lumpur

Hülk anda com os pneus médios em Sepang

As cinco equipes que ainda não pontuaram em 2013 querem mudar este quadro no GP da Malásia. A Sauber, que por ora parece estar um degrau abaixo do que estava ano passado, tem boas possibilidades com Hülkenberg e Gutiérrez. A Williams também parece não estar tão bem quanto em 2012, enquanto a Toro Rosso parece ter crescido na pré-temporada.

Caterham e Marussia ainda disputam as últimas posições, mas com uma aparente inversão de papeis, com a equipe russa agora à frente da malaia.

Veja o que os pilotos disseram:

Nico Hülkenberg (Sauber), 1:38.068s - 13º no 2º treino: “Foi uma sexta-feira difícil. Não sei o que concluir dela ainda. Acho que temos muito a fazer até a próxima sessão amanhã.  É difícil, pois não consegui fazer um 'long run' por causa da chuva.”

Esteban Gutiérrez (Sauber), 1:38.645s – 14º no 2º treino: “Do ponto de vista do acerto, foi um dia produtivo. Conseguimos melhorar o carro do primeiro treino para o segundo em termos de equilíbrio. Infelizmente tivemos grandes problemas, mas conseguimos voltar para a pista com o tempo que ainda tínhamos.”

Pastor Maldonado (Williams), 1:38.673s – 12º no 1º treino: “Não tínhamos ritmo hoje infelizmente. Precisamos analisar os dados durante a noite para ver o que podemos fazer. Temos muito trabalho para fazer, mas vamos dar o máximo. Vamos ver o que conseguimos amanhã.”

Valtteri Bottas (Williams), 1:39.208s – 16º no 1º treino: “Tínhamos algumas peças para testar hoje depois da corrida de Melbourne e avaliamos coisas diferentes nos dois carros. Analisaremos os dados para saber o que foi melhor para sabermos o que faremos para a classificação.”

Jean-Éric Vergne (Toro Rosso), 1:38.738s – 15º no 2º treino: “Acho que foi um dia positivo, incluindo aí a confiabilidade que é importante. Concentramos em nosso 'long run' e tivemos boas respostas disso, o que é o mais importante.”

Daniel Ricciardo (Toro Rosso), 1:38.904s – 17º no 2º treino: “Aprendemos muitos dos pneus hoje. De manhã eles pareceram ter dificuldade no calor. Fizemos algumas mudanças para ajudar a lidar com isso entre as duas sessões. Melhoramos o equilíbrio, mas ainda temos muito o que fazer.”

Charles Pic (Caterham), 1:40.757s – 20º no 2º treino: “A sexta foi normal para nós e nos focamos mais para a degradação dos pneus e o equilíbrio. O carros estava saindo muito de frente na primeira sessão. Tentamos algumas mudanças e pareceu funcionar.”

Giedo van der Garde (Caterham), 1:40.728s – 19º no 1º treino: “Acho que tivemos um dia muito bom. Completamos muitas voltas em todos os pneus exceto o de chuva. Conseguimos fazer o programa todo.”

Jules Bianchi (Marussia), 1:39.508s – 18º no 2º treino: “Estou feliz com o trabalho que conseguimos fazer hoje, mas é sempre difícil terminar a sexta sem um cenário exato de onde estamos. Há muitas variáveis a considerar.”

Max Chilton (Marussia),  “1:41.438s – 22º no 2º treino: “Hoje não foi o mais motivadores dos dias, mas sei pela minha experiência que este circuito apresenta uma variedade de desafios, então isso não é tão inesperado.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Malásia
Pilotos Giedo van der Garde , Pastor Maldonado , Nico Hulkenberg , Daniel Ricciardo , Max Chilton , Esteban Gutierrez , Charles Pic , Jules Bianchi , Valtteri Bottas
Tipo de artigo Últimas notícias