"Veremos amanhã quem acertou", comenta Alonso, quarto colocado

Espanhol admite falta de velocidade e busca ver o lado bom de largar na segunda fila neste fim de semana em Monza

Fernando Alonso em Monza

Quarto colocado na tomada de tempos para o GP da Itália de Fórmula 1, Fernando Alonso afirmou que a segunda fila era o máximo que a Ferrari poderia conseguir neste sábado.

Segundo o piloto espanhol, que foi quase seis décimos mais lento em relação ao pole Sebastian Vettel, faltou velocidade para o modelo 150° Italia. Aliás, vem faltando velocidade em todo o fim de semana.
 
"Não estivemos contentes com o acerto do carro ao longo de todo o fim de semana. Tivemos problemas com a velocidade máxima e de estabilidade nas freadas. Sabíamos que a classificação seria difícil para nós. A quarta colocação é uma boa posição, que te abre opções de lutar na primeira curva, de lutar pelo pódio. A nota positiva é o resultado e a nota negativa é a velocidade que nos faltou em todo o fim de semana", comenta.
 
Mais velocidade de reta pode ser a decisão positiva no acerto da Ferrari? Segundo o bicampeão, sim. "A velocidade em reta é muito importante em Monza. Este ano a diferença é que na classificação se pode usar o DRS a vontade e na corrida não. Então, há acertos que te fazem andar rápido em classificação e outros em corrida. Veremos amanhã quem acertou." 
 
(Colaborou Felipe Motta, de Monza)
 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Itália
Pilotos Fernando Alonso
Tipo de artigo Últimas notícias