Vergne: Prefiro ser piloto de testes na Ferrari do que andar por nanicas

Contratado pelo time italiano após ser preterido na Toro Rosso, francês está de olho na vaga de Raikkonen

Para muitos pilotos, perder uma vaga de titular para se tornar piloto de testes é dar um passo para trás. Porém, Jean-Eric Vergne, que foi demitido da Toro Rosso e assumiu seu novo posto na Ferrari, a troca é melhor do que andar por equipes de menor expressão. Afinal, o francês acredita que estará em uma boa posição para conseguir ser titular em 2016.

[publicidade] O time italiano tem Sebastian Vettel sob longo contrato, mas o acordo de Kimi Raikkonen termina ao final desta temporada.

“Estou na Ferrari, o que é uma ótima oportunidade até para 2016. E mesmo que não corra neste ano, é sempre melhor do que estar ao volante de uma Caterham ou Marussia e lutar sempre no final do pelotão”, defendeu Vergne, falando à Gazetta dello Sport.

O francês afirmou ainda que ser piloto de testes tem sua valia, ao contrário do papel de terceiro piloto, ocupado, na Ferrari, por Esteban Gutierrez, outro que ficou a pé nesta temporada.

“Sinceramente, prefiro ser contratado para trabalhar no simulador e trazer coisas úteis para a equipe, e não como reserva. Hoje o papel de um terceiro piloto é estar presente na pista sem fazer nada de especial. Não poder dar nada para a equipe deve ser frustrante, mas acho que meu papel será importante.”
 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias