Vettel: "É mais fácil prever a Euro do que a corrida de amanhã"

Alemão se surpreende com mais de três décimos para segundo colocado Hamilton e acredita em domingo difícil com o calor

Em uma classificação marcada pela alta competitividade, Sebastian Vettel sobrou e fez a pole com mais de três décimos de vantagem para Lewis Hamilton. O alemão comemorou o fato de ter guardado um jogo de pneus macios, mas revelou que não se sentiu à vontade com a Red Bull até a última parte da classificação.

“Tive uma tentativa, o que deu certo, então estou feliz. Estávamos com dificuldades no Q1 e no Q2, pois não tínhamos o mesmo equilíbrio da terceira sessão de treinos livres. Foi uma boa recuperação por parte da equipe, pois nem tivemos de usar o segundo jogo de pneus macios no Q3.”

Com isso, Vettel não esperava fazer a pole com tamanha margem. “Foi uma diferença surpreendente. Me senti bem por todo o final de semana. Os caras trabalharam muito duro para trazermos novas peças para esta corrida, que pareceram funcionar muito bem.”

Mesmo assim, o alemão não acha que a corrida será fácil e destaca o bom ritmo de corrida de Ferrari, Williams e Lotus. Para o bicampeão, é mais fácil prever o resultado de Espanha contra a França, pelas quartas-de-final da Eurocopa, do que o resultado do GP da Europa.

“Vai ser difícil prever o que pode acontecer na corrida. Já vimos o bastante nessa temporada para sentar aqui e fazer previsões no sábado à tarde. É mais fácil saber o que vai acontecer no futebol hoje à noite do que no autódromo.”

“Vai estar um pouco mais quente do que hoje, são muitas coisas para cuidar. A Ferrari estava muito competitiva nas sequências longas de ontem, a Williams parece bem e a Lotus provou no Bahrein que anda bem nessas condições. A pole é importante aqui, mas talvez não tanto.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Europa
Pilotos Sebastian Vettel
Tipo de artigo Últimas notícias