Vettel fala sobre Senna e memórias do GP do Brasil de 1991

Assim como o brasileiro naquela oportunidade, o bicampeão teve de lidar com problemas de câmbio durante a prova

Vettel sofreu com o câmbio em Interlagos Foto: Miguel Costa Junior

Sebastian Vettel chegou a dizer durante a corrida, ao sofrer com problemas no câmbio, que se sentia como Ayrton Senna em 1991, oportunidade em que o piloto brasileiro venceu o GP caseiro com o mesmo tipo de falha. O alemão foi segundo na corrida de ontem.

“Hoje me senti como ele, pois tive problemas de câmbio em Interlagos. Não sou brasileiro, este não é meu GP de casa. Mas me lembro bem daquela corrida. Ela é na verdade a primeira que me recordo”.

Perguntado pelo TotalRace sobre o que sente quando é comparado a Senna e a Schumacher, o piloto afirmou que não se sente capaz de repetir os feitos dos pilotos.

“Acho que o que Ayrton alcançou em diversos aspectos, na pista, mas em particular fora dela, como pessoa e como carisma, ninguém atingirá isso de novo. Somos todos diferentes, individuais. Posso aprender com ele. Óbvio que não o conheci, mas das entrevistas que vejo, o que me contaram sobre ele, há muito para aprender e entender mais sobre vida, corridas e Formula 1. Você nunca estará apto para copiá-lo.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Brasil
Pilotos Sebastian Vettel
Tipo de artigo Últimas notícias