Vettel relembra 2008 e diz: Monza não é pista fácil

Alemão retorna ao palco de primeira vitória e recorda do calafrio sentido com os fãs embaixo do pódio na ocasião

Sebastian Vettel celebrando vitória em Monza no ano de 2008

Atual líder do campeonato, com sete vitórias, 11 pódios e 9 poles, Sebastian Vettel não se cansou de vencer e, se tem uma corrida que ele quer ganhar, esta é a da Itália.

Foi na terra da Ferrari que o alemão de 24 anos sentiu o gostinho da glória, ao vencer em Monza debaixo de chuva com o carro da Toro Rosso, que não era um dos melhores do grid.
 
"Tenho memórias incríveis de Monza, pois foi lá que conquistei minha primeira vitória na F-1 com a Toro Rosso, em 2008. Isso é algo que nunca mais vou esquecer. Tive calafrios no pódio com os fãs abaixo", comenta Vettel. 
 
Para o tedesco, hoje líder da Red Bull, o fato de Monza ser composto em sua maior parte por retas não significa que o nível de dificuldade seja baixo.
 
"O circuito é um dos mais desafiadores da temporada. Ele possui retas muito longas onde atingimos mais de 320 km/h, tornando Monza uma das pistas mais rápidas do ano. A pista não é exigente fisicamente, mas, apesar disso, não é fácil", destaca. 
 
"Por conta das longas retas, usamos menos asa traseira que nos outros circuitos, então o carro pode ser mais instável. Acelerar na saída da Parabólica deve ser algo equilibrado e o menor dos erros pode jogar o carro na brita", completa.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias