Vettel vence a sétima e lidera novo 1-2 da Red Bull

Prova é movimentada, mas vê atual líder do campeonato mostrar superioridade; brasileiros têm prova desastrosa, com Massa em nono

Sebastian Vettel, absoluto em Spa-Francorchamps

Com uma pilotagem afinada, alternando boas voltas e ultrapassagens na pista, Sebastian Vettel conquistou neste domingo a sétima vitória na temporada 2011 da F-1.

No GP da Bélgica, em Spa, o alemão chegou a ser ultrapassado no início por Nico Rosberg, da Mercedes, decidiu parar mais cedo que os rivais e a tática deu certo, graças ao ritmo impressionante da Red Bull. 
 
Leia mais:
>> 
>> 
>> 
>> 
>> 
>> 
>>
 
 
A partir de então, mesmo com uma parada a mais que os rivais, o alemão só perdeu a liderança nos pit stops e recuperou algumas delas na pista, como na última vez, passando Jenson Button. Primeira posição recuperada, Vettel apenas conservou a ponta até a bandeirada.
 
A segunda posição ficou com outro carro da Red Bull, de Mark Webber, que parou uma vez a menos que Cettel, assim como Fernando Alonso, da Ferrari, o quarto, que chegou a liderar a prova em duas oportunidades. Apesar da vitória incontestável de Vettel, nada menos que seis pilotos lideraram em algum momento.
 
Button, que largou em 13º, também parou três vezes e fez uma ótima prova, chegando a liderar e terminando em terceiro, passando Alonso no fim. Michael Schumacher, que largou em último e fez uma corrida de três pits, passou o parceiro Rosberg e foi o quinto colocado, nesta que foi sua melhor corrida desde o retorno da aposentadoria.
 
Adrian Sutil somou mais pontos para a Force India com a sétima colocação, enquanto Vitaly Petrov honrou a Renault em oitavo. Pastor Maldonado somou um ponto com a Williams em décimo, ficando atrás de Felipe Massa, da Ferrari.
 
O brasileiro, que chegou a andar em segundo, foi perdendo rendimento e foi presa fácil para os rivais, fazendo três paradas (contra duas de Sutil e Petrov) e tendo uma atuação apagada no resto da prova. A corrida para os pilotos do país, inclusive, foi desastrosa.
 
Depois de uma ótima classificação com a Renault, Bruno Senna viu suas chances de pontuar irem por terra na primeira curva, ao estampar o Toro Rosso de Jaime Alguersuari. Depois, andou no pelotão de trás, contra Lotus e Williams, chegando em 13°.
 
Rubens Barrichello, por sua vez, fez uma corrida sólida até as voltas finais, quando tocou em Kamui Kobayashi e teve de fazer uma parada extra com seu Williams, chegando em 16°. Pior que eles, só Lewis Hamilton, que bateu com Kobayashi e abandonou com 12 voltas completadas.
 
A próxima etapa da temporada acontece em 15 dias, com o GP da Itália, em Monza.
 
Final
 
 
Classificação do campeonato
 
Pilotos
 
Equipes

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Bélgica
Pilotos Sebastian Vettel
Tipo de artigo Últimas notícias