Vettel vence com sobras; brasileiros não vão bem

Atual campeão domina GP em Melbourne com tranquilidade, seguido de Hamilton e Petrov, primeiro russo a subir no pódio

Vettel: vitória arrasadora, sem chances para Hamilton

Com o domínio imposto desde os primeiros treinos, Sebastian Vettel ratificou a condição de atual campeão mundial com uma vitória convincente na etapa de abertura da temporada, em Melbourne, na Austrália.

O alemão da Red Bull largou da ponta e por lá ficou, perdendo a posição apenas na janela de pit stops, recebendo a bandeirada com 22 segundos de vantagem para a McLaren de Lewis Hamilton, na segunda colocação.

Apesar da vitória da Red Bull, a maior festa ficou por conta da Renault, terceira colocada com Vitaly Petrov, que se mostrou totalmente integrado ao modelo R31 e começou 2011 como terminou 2010: à frente de Fernando Alonso, quarto colocado com a Ferrari.

Mark Webber, piloto da casa, não teve muito o que comemorar ao fechar a prova em quinto com a Red Bull. Jenson Button, mesmo recebendo um 'drive through' após passar Felipe Massa cortando caminho, completou o "top 6" com a outra McLaren.

Outro grande destaque da prova – e melhor estreante – foi Sergio Perez. Com o carro da Sauber, o mexicano foi o único piloto a completar a prova com uma parada, chegando em sétimo, à frente do companheiro de equipe, Kamui Kobayashi. Contudo, ambos foram desclassificados horas depois por irregularidades técnicas.

Massa, por sua vez, fez uma boa largada, segurou Button o quanto pode, e acabou perdendo rendimento, fazendo três paradas e chegando em nono, mas subindo para sétimo com a desclassificação da Sauber. A Toro Rosso de Sebastien Buemi  e as Force India de Adrian Sutil e Paul di Resta completaram a zona de pontuação.

O outro brasileiro na categoria, Rubens Barrichello, teve uma corrida movimentada. Se envolveu em uma confusão na primeira volta, mas se recuperou até entrar na zona de pontuação, quando acabou se envolvendo em um acidente com a Mercedes de Nico Rosberg. O brasileiro recebeu uma punição algumas voltas depois e os dois tiveram de abandonar a prova, assim como Michael Schumacher, com problemas no carro após uma colisão na largada.

A corrida



Vettel iniciou a prova com tranquilidade na frente, abrindo na primeira volta uma vantagem de 2s4 para Hamilton. Já Petrov pulou para quarto, atrás de Webber, puxando Massa e Button, que travaram uma bela disputa nas primeiras voltas.

Na volta 11, Webber vai aos boxes Button passa Massa após cortar caminho, trazendo Alonso na carona, mas o espanhol fez seu pit stop na volta seguinte e Button recebeu um 'drive through' três voltas depois. Lá na frente, Vettel sustenta vantagem de 1s5 para Hamilton, realizando seu primeiro pit stop na 14ª passagem.

O alemão retomou a ponta na volta 16, com a parada de Hamilton, abrindo uma diferença de 6s5. Depois de uma escapada na largada, Barrichello escala o pelotão e sobe para nono, mas se precipitou em atacar Rosberg na curva 3 após 24 voltas, tendo de parar nos boxes duas vezes (uma delas para cumprir um 'drive through') e fazendo o alemão abandonar. Com isso, as duas Mercedes já estavam fora da prova – Schumacher se enroscou na largada e abandonou cedo.

Na volta 26, Webber abriu a segunda janela de paradas, caindo de terceiro para sexto. Alonso fez o mesmo na passagem seguinte. Com 31 voltas, Vettel já havia dado uma volta em meio grid, enquanto Massa fazia seu segundo pit e Hamilton passeava pela grama na curva 1, danificando o assoalho de seu carro.

Os dois primeiros entraram nos boxes na volta 36, assim como Petrov, o terceiro. Isso deu a Webber a terceira posição e a todos a expectativa sobre a realização de uma terceira parada dos ponteiros. O australiano abriu a janela e escapou da pista, e isso garantiu a Alonso não perder a posição após seu pit stop.

Webber, depois do erro, "acordou", fez a melhor volta e passou a atacar Alonso, enquanto Vettel abria 10s para Hamilton. Mas o espanhol dava o troco baixando o tempo de volta e segurando o piloto da casa. Quem comemorava era Petrov, estabelecido em terceiro.

Button entrava no "top 6" ao ultrapassar Massa, enquanto Barrichello abandonava após andar em 16º. Mas o destaque do fim da prova é Perez, sétimo com apenas uma parada. Lá na frente, Vettel, com 19s de vantagem, vence a primeira na temporada.

A próxima etapa acontece no dia 10 de abril, em Sepang, na Malásia.

Final:

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Austrália
Pilotos Lewis Hamilton , Sebastian Vettel , Vitaly Petrov
Tipo de artigo Últimas notícias