Vijay Mallya espera ver pódio da Force India até o fim do ano

Chefe de equipe também se diz preocupado com mudanças da F-1 para 2014 que podem gerar custos além do previsto

Vijay Mallya cumprimenta Sutil no sábado em Monte Carlo

Vijay Mallya não tem o que reclamar de 2013. Com um quarto lugar de Paul di Resta no Bahrein e o quinto de Sutil em Mônaco no último fim de semana, sua equipe iniciou seu melhor campeonato na F-1. Para alguém que começou em 2008 fechando o grid da categoria, um grande feito.

Mas o chefe indiano quer mais. Para ele sua equipe está em condições de conseguir pódios nesta temporada.

“No ano passado eu diria que não tivemos sorte em não conseguir pelo menso um pódio, mas agora sinto que estamos bem mais próximos”, falou em entrevista ao site da Fórmula 1.

“Chegando em quarto e quinto podemos estar otimistas. Ainda falta muito para a temporada terminar, tomara que consigamos um pódio. Lógico que seria melhor tê-lo mais cedo do que mais tarde.”

Mallya também elogiou seus pilotos. “Estou muito satisfeito. Ambos têm dirigido brilhantemente. Estamos onde estamos hoje apesar de Adrian [Sutil] ter tido azar em três das seis provas, e às vezes tínhamos apenas um carro nos pontos.”

“Os resultados estão aí para todos verem. Desde que começamos a equipe melhoramos a cada ano.”

Entretanto, o dirigente mostrou certa preocupação com os custos da temporada que vem. “Bem, sinto que isso seja verdade. Na mão da FIA e da FOTA – quando existia em força total – resolvemos que precisávamos reduzir custos na F-1. Mas, ao invés de reduzir custos, uma ou duas equipes decidiram que vencer a qualquer custo é mais importante do que a sustentabilidade do esporte, então não há nenhuma restrição implementada”, falou. “Ao contrário, os gastos estão aumentando”.

“Acho que a F-1 também precisa de equipes independentes e menores. Todos precisam olhar em interesses comuns, não só individuais.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias