Villeneuve chama pilotos atuais de "filhinhos de papai" a jornal

Já Massa acredita que a segurança dos carros melhorou drasticamente, o que faz pilotos forçarem mais os equipamentos

Jacques Villeneuve

Em entrevista ao jornal "The Guardian", Jacques Villeneuve chamou os pilotos atuais da F-1 de "filhinhos de papai", afirmando que eles tomam riscos desnecessários por não darem valor ao caminho seguido até chegar à categoria.

“Quando a F1 era perigosa, há 20 ou 30 anos, o risco de morte era muito grande, então os pilotos não tentavam se prejudicar; havia este respeito extra. Isto era senso comum e havia uma série de corredores que trabalhava duro para começar a competir", criticou o canadense.
 
“Eles [do passado] não começavam a correr aos 12 anos, [com] a carreira seguramente financiada, eles tinham de suar por isso, não eram basicamente filhinhos de papai, como você tem hoje. Os pilotos estão na F1, mas ainda são crianças, são como bebês e continuam assim”, resumiu. 
 
Na opinião de Felipe Massa, a segurança, realmente, aumentou bastante a confiança dos pilotos em forçar um pouco mais. "Tem muita gente que confia 100% no carro, na segurança que a gente tem no momento. Não se compara com aquela época. Se eu tivesse tomada uma 'molada' naqueles anos, não estaria aqui para contar a história."
 
"A segurança hoje em dia é mais alta, não se compara àquela época. A segurança não era confiável naquela época, agora confiam mais. Lá, qualquer coisa errada era suficiente para você ir 'a um outro caminho'. Sem dúvida, mudou bastante daquela época para agora", completa.
 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias