Virgin muda de planos e Glock fica atrás de D'Ambrosio

Devido ao alto consumo de pneus do alemão, equipe decidiu adotar uma estratégia de três paradas, mas o piloto acabou atrás do companheiro

Glock teve problemas no seu último pit stop

O GP da China serviu para mostrar que a Virgin está correndo muito mais contra a Hispania do que contra a Lotus, de cujos carros chegou uma volta atrás, Tentando maximizar o resultado, teve que adotar estratégias diferentes entre seus pilotos e acabou invertendo suas posições, alcançando um 20º e 21º postos.

Largando na frente do companheiro, Jerome D’Ambrosio perdeu a posição na largada e recuperou a parar uma vez a menos.

“Estou muito feliz com minha corrida. Progredimos durante o final de semana e meu ritmo foi muito melhor que nas corridas anteriores. Consigo ver que estou melhorando, o que é importante, e já estou ansioso para a Turquia”, afirmou por meio da assessoria de imprensa da Virgin.

Glock sofreu muito com a degradação dos pneus e teve que fazer três paradas.

“Não foi uma grande corrida do meu ponto de vista, mas positiva por termos completado com ambos os carros, o que era o objetivo. O time decidiu me colocar numa estratégia de três paradas mas não deu certo, porque sofremos muito com as bandeiras azuis. Depois tive um problema no meu último pit stop e perdi tempo.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da China
Pilotos Timo Glock
Tipo de artigo Últimas notícias