Webber compara barulho antigo dos F-1s a som do Concorde

Australiano recém-saído da Fórmula 1 diz que mudança no regulamento era necessária para atrair montadoras

Novo piloto da Porsche no WEC, Mark Webber tem certeza de que todos irão se acostumar com o novo som da Fórmula 1. A categoria trocou os motores V8 aspirados que utilizava desde 2006 por V6 turbo com menos capacidade, para esta temporada de 2014. Para o australiano, o barulho é melhor ao vivo.

"Eu acho que é um pouco melhor ao vivo do que na televisão", disse Webber.

"Eu acho que é assim que o automobilismo vai. O que nós estamos fazendo agora com a Porsche no Campeonato Mundial de Endurance é a mesma tecnologia, com muita influência híbrida nos carros. É assim que vai, e os fabricantes são obrigados a ir por esse caminho por causa das regras. Você não pode ter ambos.”

O piloto comparou os motores antigos ao avião Concorde, muito potente mas que demandava alto custo, e que acabou sendo aposentado em 2003.

"É como o Concorde, que não voa mais. Foi muito legal quando ele voou, mas certamente não era muito popular para as pessoas nas estradas, não? Agora aviões são mais silenciosos. Mudaram as coisas.

"A Fórmula 1, é claro, precisa do fator acústico, mas eu acho que as pessoas vão superar isso."

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias