Webber nega emoção fora do normal na despedida em Interlagos

Segundo o australiano, sentimento diferente só deve aparecer no ano que vem, quando a F1 chegar a Melbourne

Quando alinhar no grid de Interlagos no próximo domingo, o australiano Mark Webber estará repetindo pela derradeira vez um hábito que fez por 214 vezes nos últimos 11 anos. Afinal, em 2014, o piloto não estará mais na F1, pois defenderá a Porsche no Mundial de Endurance (WEC). Segundo Webber, no entanto, até o momento nenhum sentimento especial foi sentido.

“A sensação é um tanto diferente em relação às outras vezes em que estive aqui, mas, a princípio é uma corrida normal. Eu acho que no domingo, quando eu sentar no carro talvez eu sinta alguma emoção. Mas por enquanto está normal, nada muito diferente do normal. Eu acho que no ano que vem, em Melbourne, provavelmente eu vou sentir mais. Até agora nada absurdo. Estou bem relaxado”, garantiu o australiano.

Webber pode não estar muito emocionado, mas a despedida da F1 o fez pensar em toda a sua trajetória até aqui no automobilismo e, segundo ele, o saldo é positivo.

“Muitas coisas boas ainda estão para acontecer. No ano que vem vou defender a Porsche no WEC. Mas, quando olho para trás, eu ainda lembro do começo no kart, dos sonhos que tinha... E no final eu acredito que tudo foi bem feito. Nos últimos dias tenho pensando um pouco nisso, se foi tão bom quanto poderia ter sido, mas acho que o mais importante é a jornada. Tudo que eu vivi, as experiências que tive, os países que conheci, circuitos, pessoas, fãs de F1 apaixonados e tudo o mais. A jornada foi especial”, avaliou o piloto de 37 anos.
 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Brasil
Pilotos Mark Webber
Tipo de artigo Últimas notícias