Webber reconhece que a Red Bull terá um final de semana duro pela frente

Australiano adminite que Montreal não é favorável ao RB7, mas salienta que pneus e a dupla zona de asa traseira podem ajudar

Webber chegou em quarto lugar no Canadá em 2010

 

Com o já dominante RB6, a Red Bull não teve ritmo para bater McLaren e Ferrari no GP do Canadá do ano passado e Mark Webber reconhece que Montreal não é um dos melhores circuitos para seu sucessor, o RB7.

“Tem sido duro para nós, aqui e em Monza. Nem eu, nem Seb estivemos perto de ganhar aqui nos últimos anos. Esperamos poder mudar isso neste final de semana. Não sabemos como os pneus vão funcionar aqui e é a primeira vez que teremos duas zonas de ultrpassagem, o que pode ser bom ou ruim para nós. Estou ansioso, acho que será um GP interessante e certamente Ferrari e McLaren estarão fortes. Não favoritos, mas fortes.”

Perguntado sobre a bandeira vermelha no GP de Mônaco, o australiano acredita que os pneus só deveriam ser trocados em condições de chuva.

“Está nas regras, então se pode fazer. Mas sempre pensei que só fizesse sentido se houvesse mudanças climáticas e nunca imaginei que poderia mudar o carro numa prova no seco. E também, quando vemos bandeira vermelha no final do GP, pensamos que não haverá relargada. Algumas surpresas, mas estava nas regras. Acho que a gente teve o Q4 e fizemos uma mini corrida depois.”

Webber defende que as regras sejam alteradas.

“Se a maior parte da corrida foi feita, se for só para terminar o GP, tudo tem que continuar igual. Muitos trocaram os pneus, e isso me ajudou, mas acho legal que, se você está numa luta com alguém pelos últimos 30, 40 minutos, você quer que tudo volte como estava se a prova for interrompida.”  

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Canadá
Pilotos Mark Webber
Tipo de artigo Últimas notícias