Webber vence, Button garante vice e brasileiros vão mal

Australiano herda ponta após problema no câmbio de Vettel; Massa foi melhor brasileiro, em quinto, Senna tem prova atribulada e Barrichello é 14°

Webber e Vettel em Interlagos

Em um episódio que muitas pessoas classificaram como jogo de equipe, Mark Webber venceu o GP do Brasil, que encerrou a temporada 2011 da Fórmula 1.

Com o resultado, o australiano assegurou a terceira posição no campeonato com um ponto para Fernando Alonso, o quarto colocado, liderando mais uma dobradinha da Red Bull em 2011.

A vitória de Webber se desenhou após o pole position Sebastian Vettel, que manteve a ponta na largada e liderou boa parte da corrida com folha, apresentar um "problema sério de câmbio", segundo o time austríaco.

Contudo, após ser ultrapassado, Vettel seguiu apresentando um ritmo considerável, o que levantou muitas suspeitas, inclusive da Ferrari, por meio de seu Twitter, que classificou a ultrapassagem como "interessante".

Mesmo com o problema, Vettel se manteve firme na pista e recebeu a bandeirada em segundo, com uma desvantagem de 16 segundos para o companheiro, com Jenson Button, da McLaren, completando o pódio em terceiro lugar e garantindo o vice-campeonato.

A Alonso, sobrou a quarta posição, mas o mérito de protagonizar a melhor ultrapassagem da prova e uma das melhores da temporada, sobre Button, por fora, no Laranjinha. Em quinto, apareceu Felipe Massa, em uma corrida discreta, que contou com mais uma disputa contra Lewis Hamilton, que abandonou com problemas de câmbio em seu McLaren.

Adrian Sutil foi o sexto com a Force India, garantindo o time na sexta posição do campeonato e pulando para a nona colocação na tabela de pontos. Nico Rosberg (Mercedes), Paul Di Resta (Force India), Kamui Kobayashi (Sauber) e Vitaly Petrov (Renault) completaram os dez primeiros.

Já os outros brasileiros não tiveram um dia dos mais animadores, principalmente Bruno Senna. O brasileiro da Renault largou em nono e alimentou grandes expectativas, mas um duelo malsucedido com Michael Schumacher rendeu um drive-through (enquanto o alemão teve de parar nos boxes com o pneu furado). De quebra, a perda da quarta marcha durante a prova fez Senna receber a bandeirada apenas em 17°.

Rubens Barrichello, por sua vez, contou com um problema logo na largada, quando perdeu seis posições e, com um carro limitado, recebeu a bandeirada em 14° lugar. A temporada 2011 se encerra e as equipes terão um bom período de folga até a pré-temporada, que acontece nos primeiros meses do próximo ano.

Final:

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Brasil
Tipo de artigo Últimas notícias