Whitmarsh culpa Maldonado, mas quer abordagem diferente de Hamilton

Falando sobre incidente que tirou inglês do GP, chefe da McLaren afirma que Lewis agiu da mesma forma com dupla da Lotus

Martin Whitmarsh culpou Pastor Maldonado pelo incidente que tirou Lewis Hamilton na penúltima volta do GP da Europa, mas salientou que uma abordagem diferente de seu piloto talvez tivesse evitado o choque.

O piloto da McLaren, que chegou a Valência na liderança do campeonato, perdeu rendimento de forma dramática nas últimas voltas da corrida quando era segundo, sendo ultrapassado por Kimi Raikkonen. Quando Maldonado, que vinha em quarto, tentava a manobra, o venezuelano e o inglês se chocaram. Hamilton terminou no muro e Maldonado foi considerado culpado e punido com a adição de 20s em seu tempo final, ficando fora dos pontos.

Perguntado se achava que Hamilton deveria ter defendido a posição de maneira tão dura, o dirigente afirmou que “claramente não” e comparou a disputa com outras brigas que seu piloto teve durante a prova.

“Vocês viram ele se defendendo com Grosjean e Raikkonen, e ele não fez nada diferente com Maldonado. O resultado foi diferente, mas ele não fez nada distinto com os outros dois. Minha visão é de que foi culpa do Maldonado, e é imensamente frustrante – mas ele é um piloto e isso acontece. Tenho certeza de que, em retrospecto, você tem de dizer que, quando lida com certas pessoas, tem de ter uma abordagem diferente, mas não dá para antecipar.”

Whitmarsh salientou que Hamilton e Maldonado são pilotos agressivos. Esta é a terceira colisão entre ambos, que se encontraram nos GPs de Mônaco e Bélgica do ano passado.

“Ele vai para cima. O mesmo ocorre com Maldonado. Suspeito que ambos se lamentem pelo que aconteceu e que ambos tenham sido penalizados por isso. É claro que é frustrante para todos os envolvidos quando esse tipo de coisa acontece, mas, se você está nesse tipo de situação e está lutando duro, é assim.”

O abandono de Hamilton não foi o único problema no dia para a McLaren, que novamente teve um pit stop lento. Whitmarsh revelou que o erro, desta vez, não foi de um de seus mecânicos.

“Foi uma falha de equipamento, o homem do macaco dianteiro abaixou o carro, então eles tiveram de trocar de macaco. Não foi humano, mas ainda assim é frustrante. No final das contas, claro, não foi nossa maior crise do dia”, afirmou à Sky Sports.

O equipamento teria sido introduzido pelo novo diretor esportivo da equipe, Sam Michael, vindo da Williams em 2011, justamente para aumentar a eficiência nas paradas. De fato, o primeiro pit de Hamilton foi feito em 2s9.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Europa
Pilotos Lewis Hamilton
Tipo de artigo Últimas notícias