Williams minimiza danos e exalta camaradagem do paddock

Dirigente informa que mais dois membros retornaram para casa e um ainda segue internado com queimaduras, mas será liberado em 48h

Frank Williams

Após o fogo de ontem que aconteceu nas garagens após o GP da Espanha de F-1, a Williams confirmou que mais dois membros foram liberados do hospital e já retornaram para casa após receberem tratamentos por inalação de fumaça.

Um membro da equipe permanece no hospital na Espanha, após sofrer queimaduras. Ele está estável e retornará para o Reino Unido dentro de 48 horas para receber mais tratamentos médicos. Segundo o time, a família está em contato constante e ele está animado.
 
As investigações sobre os motivos do fogo estão acontecendo em colaboração com a FIA e as autoridades locais. O dono da equipe, Frank Williams, se manifestou sobre o acontecido.
 
"Fiquei contente em receber a maioria dos membros da equipe na fábrica nesta manhã. Um de nossos membros permanece na Espanha para mais assistência médica, mas todos estamos esperando seu retorno", comenta.
 
"Todos na Williams estão estremamente aliviados com a contenção rápida do incêndio e os danos foram, relativamente, limitados. Enquanto o incidente foi inesperado e indesejado, mostrou a coesão, camaradagem e espírito genuíno de cooperação que existe dentro do paddock", ressalta.
 
"A resposta maravilhosa das equipes e dos outros membros do paddock foi imediata, incondicional e incontida", completa Williams.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias