Williams precisa de mais dinheiro para lutar pelo título, avalia diretor

Para Pat Symonds, que comanda parte técnica do time de Massa, missão de 2015 é mais complicada que salto de 2014

Depois de sair do nono para o terceiro lugar no mundial de construtores, ser a única equipe fora a Mercedes a marcar uma pole position e chegar ao pódio em nove ocasiões, a Williams agora mira lutar por vitórias e títulos. Mas o diretor técnico da equipe de Felipe Massa, Pat Symonds, reconhece que, para isso, é preciso um orçamento maior.

[publicidade] “Acho que o passo de terceiro para primeiro será mais duro do que de nono para terceiro, realmente acho isso”, disse à Autosport. “O potencial tem de ser para vencer campeonatos e não há sentido em fazer qualquer coisa diferente.”

“Do que vamos precisar para chegar lá? Precisaremos de muito trabalho duro e certamente de um orçamento maior do que temos agora”, avalia o engenheiro, campeão com a Benetton nos 1990 e com a Renault nos anos 2000.

“Não acho que precisamos necessariamente de um orçamento como da Red Bull ou da Ferrari – acho que dá para fazer melhor com menos, é só ver que conseguimos bater a Ferrari com metade do orçamento deles. Mas, no final das contas, esse é o único motivo pelo qual aceitei esse emprego: quero vencer outro campeonato antes que eu me aposente e vá ficar na praia.”

A chefe substituta da equipe, Claire Williams, também não acredita que é necessário um orçamento tão alto quanto dos rivais e lembrou que seu time tem um histórico de ser vencedor mesmo sem gastar muito.

“Claro que todos precisamos de mais dinheiro, mas sentimos que não precisamos de muito mais para conseguir competir. Sempre fomos uma equipe que conseguiu rivalizar com times que tinham orçamentos muito maiores. Fizemos isso no passado e voltaremos a fazer no futuro.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias