Nelson Piquet é cauteloso com Pedro: "tem o que aprender"

Mesmo com amplo domínio da Fórmula 3 Brasil em 2014 e 2015, Nelsão não cria expectativas com ida de filho à Europa para competir

Dos sete filhos de Nelson Piquet, quatro atuam como pilotos de corrida. Nelsinho (que chegou à F1 e atualmente é campeão da Fórmula E), Geraldo (caminhões), Lazslo (motos) e Pedro - que no ano que vem correrá na Europa após se sagrar bicampeão da Fórmula 3 Brasil.

Caçula das pistas, Pedro é acompanhado por Nelson a cada final de semana de F3. No último, em Campo Grande (MS), ele garantiu o título de 2015 com duas etapas de antecedência.

Falando ao Motorsport.com, Nelson mantém a cautela com a carreira do filho, mas acredita que este seja o momento exato de ir para a Europa. Ele obrigara o filho a terminar os estudos no Brasil antes de correr fora.

“Estando pronto ou não, ele tem que ir para a Europa. Ficou dois anos aqui, não tem muito mais o que fazer”, falou.

“Ele ganhou os dois campeonatos que ele participou, ganharia fácil as corridas que ele não completou neste ano – poderia ter ganho todas as corridas. Tem de ir embora mesmo.”

Mais precavido do que há dez anos, quando ajudava Nelsinho a chegar à Fórmula 1, o tricampeão mundial acredita que Pedro ainda precise melhorar sua velocidade de assimilação das condições de pista para ser rápido desde o início em um final de semana de corrida.

“A coisa mais importante agora é o que estamos tentando nas últimas provas: fazer ele virar bem rapidamente. Ele não pode perder tempo em um final de semana, porque lá na Europa é assim."

"Se chove ou não chove, você precisa sair e virar rápido logo, nas primeiras voltas."

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 3 Brasil
Pilotos Nelson Piquet , Pedro Piquet
Tipo de artigo Entrevista