Citroën faz teste secreto para entrar na Fórmula E

Com exclusividade, o Motorsport.com tem acesso a informações sobre o teste que a montadora francesa fez no início do mês e sobre o acordo com a Virgin

O teste, considerado secreto, foi realizado no dia 11 de maio, no circuito de Val D'Or, próximo à Versailles, nas instalações da Citroën e com piloto próprio da montadora. Chegou ao conhecimento do Motorsport.com que algumas mudanças técnicas estão sendo testadas, principalmente na transmissão. O CVT (Continuously Variable Transmission) não está no regulamento da atual temporada da Fórmula E, mas a montadora é parte interessada num lobby para que a categoria adote essa tecnologia para as próximas edições. Fontes indicam que o assunto foi debatido entre os chefes de equipe em Berlim, na semana passada.

O teste da Citroën foi o primeiro realizado na pista, mas duas equipes já tem outros treinos agendados para o próximo mês, casos da Andretti e eDAMS Renault.

Alejandro Agag, homem-forte da Fórmula E, admitiu na semana passada que "dois projetos de inovação estão mais avançados do que outros" e que "provavelmente quatro ou cinco deles estarão aptos para serem incluídos para a próxima temporada".

O acordo entre Citroën e Virgin 

A Citroën está planejando entrar no campeonato da Fórmula E em conjunto com a Virgin Racing. O anúncio pode ser feito em Londres, aonde acontece a rodada dupla final da temporada inicial da categoria. 

Sylvain Filippi, diretor técnico da Virgin Racing, não confirmou o teste realizado no início do mês, mas falou sobre os planos da equipe para a segunda temporada: "Estamos fazendo uma série de testes, com parceiros, com planejamento para os próximos cinco anos."

"Nossos objetivos são similares ao da categoria, que gostaria de que na quinta temporada tivéssemos apenas um carro por piloto nas provas, sem a necessidade de troca."

Filippi refuta a ideia de que alguma equipe fique muito a frente das outras na próxima temporada. Para ele, a bateria é um fator que, de certa forma, iguala os times. "O que poderia distanciar uma equipe da outra nesse momento é a aceleração, velocidade máxima e eficiência. Ninguém está tendo grandes avanços nesse sentido".

Voltando a falar sobre o novo projeto da Virgin: "No nosso caso, teremos um design diferente, mas estaremos bem próximos com o que as outras equipes possuem", conclui .

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula E
Equipes Virgin Racing
Tipo de artigo Últimas notícias