Sem cumprir prazo, Trulli não participa de ePrix de Pequim

Segunda temporada da Fórmula E, que inicia nesta madrugada, terá apenas 18 carros no grid de largada

Sem ter feito uma pré-temporada consistente, a equipe Trulli não poderá participar da primeira corrida Fórmula E nesta madrugada por conta de um atraso na vistoria técnica obrigatória na China.

A equipe havia completado apenas algumas voltas de instalação durante os testes em Donington em agosto, antes do Motomatic JT01 ser transportado com o resto do grid de trem para Pequim.

Os atrasos na alfândega chinesa foram uma das razões do atraso. Um boletim oficial da FIA afirmou: "depois de ouvir o Delegado Técnico da FIA, um representante da equipe e receber uma carta adicional da DHL Motorsport, os comissários deram dispensa de horário para o time.”

Estas condições foram inicialmente para que as peças dos carros fossem preparadas para as verificações técnicas às 8h da manhã de sábado.

No entanto, o Motorsport.com pode afirmar que a equipe não poderia cumprir este prazo e que uma nova lista de entrada foi publicada sem a Trulli.

"É uma situação difícil, mas agora a Malásia será nosso alvo. A equipe está trabalhando duro para conseguir estar lá", disse Vitantonio Liuzzi ao Motorsport.com.

"Depois de Donington sabíamos que não seria fácil. No momento não temos todos os materiais para entrar na pista. O pacote será bastante forte e, eventualmente, acho que existe algum potencial conosco."

A equipe não tem mais a opção de voltar para o pacote técnico da última temporada, como a equipe Andretti fez no final de agosto. Essa possibilidade acabou quando o time transportou seus carros e equipamentos para Pequim.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula E
Evento ePrix de Pequim
Pista Streets of Beijing
Pilotos Vitantonio Liuzzi , Salvador Duran
Equipes Trulli
Tipo de artigo Últimas notícias