Briscoe bate Power e vence o GP de Sonoma da Indy; Rubens é P4

Helio Castroneves, punido no início da corrida, terminou a prova em sexto; Tony Kanaan chegou uma volta atrás em décimo

O rei dos mistos perdeu. Will Power, após liderar praticamente toda a corrida, viu seu companheiro de Penske e conterrâneo Ryan Briscoe vencer o GP de Sonoma da Fórmula Indy, 13ª etapa da temporada 2012.

O momento-chave da prova veio após a primeira das duas bandeiras amarelas, que aconteceu logo depois do último pit stop de Power - e antes do de Briscoe, o que favoreceu o piloto do carro #2. Mas mesmo com esse resultado, Power ampliou sua vantagem no campeonato e caminha a passos largos para conquistar seu primeiro título, já que seus adversários diretos (Ryan Hunter-Reay, Scott Dixon, James Hinchclife e Helio Castroneves) tiveram problemas. 

Power completou a prova em segundo e Dario Franchitti, sem deixar o australiano respirar muito, fechou o pódio com a terceira colocação. O piloto da Penske lidera o campeonato com 422 pontos, 46 a mais que Hunter-Reay, que perdeu muitos pontos para Helinho, e viu sua diferença cair para 5 pontos.

Pelo lado dos brasileiros, Rubens Barrichello teve a melhor corrida de sua carreira na Indy. Fazendo ultrapassagens e andando no ritmo dos líderes, terminou a corrida em quarto. Helinho, que levou uma punição no começo da corrida, foi o sexto e Tony Kanaan, que se embananou no último pit stop, foi o décimo.

Corrida

A largada da corrida foi bem limpa, mas Helio Castroneves perdeu a quarta colocação para Scott Dixon após quase conquistar a terceira em cima de Sebastian Bourdais. Mas no fim da primeira volta, Helinho forçou um pouco de mais para cima de Dixon fazendo o neozelandês da Ganassi rodar. Com o choque, Helio Castroneves ganhou um drive-through, complicando sua corrida.

Quem largou muito bem foi os brasileiros da KV Racing: Rubens Barrichello passou a primeira volta em oitavo largando de 11º e Tony Kanaan em 12º após sair de 16º.

E os brasileiros rapidamente iam ganhando posições. Na quinta passagem Rubens era o sétimo e Kanaan o décimo. Após pagar sua penalidade, Helinho fazia uma corrida de recuperação e era o 21º.

Enquanto isso, Will Power e Ryan Briscoe, os australianos da Penske, iam à frente com certa facilidade abrindo uma confortável diferença para o piloto da Dragon Sebastian Bourdais.

Morna, a prova se mantinha sem muitas mudanças até a volta 18, quando muitos começaram a fazer suas primeiras paradas para troca de pneus e reabastecimento. Power, após sua parada, voltou imediatamente atrás de Ryan Hunter-Reay na sexta colocação. Porém, poucas voltas depois, já retornava à liderança.

Nesta primeira parada, quem trabalhou bem foi o time de box de Kanaan. O brasileiro conseguiu ganhar umas posições na parada, fazendo-o ocupar a nona colocação logo atrás de Rubens Barrichello, que perdera uma posição para Scott Dixon. TK era o piloto que mais conseguiu ultrapassagens na prova até o momento. Helinho tentava se recuperar, mas ainda era o 19º.

Com 30 voltas de 85 disputadas, Power liderava, Briscoe, Bourdais, Franchitti, Tagliani, Hunter-Reay, Dixon, Barrichello, Kanaan e Pagenaud. Esses eram os 10 primeiros.

Na sequência, Pagenaud pressionava muito Kanaan pela nona colocação. Graham Rahal e Marco Andretti vinham logo atrás querendo se aproveitar da situação.

20 voltas depois da primeira parada, a segunda janela se abriu e os equipes começaram a trabalhar. Neste momento, com 40 voltas para o fim, Rubens encontrava-se em oitavo, Kanaan, após perder um pouco o rendimento, era o 12º e Helinho o 16º.

Na passagem 57, Rubens Barrichello se aproveitou que Scott Dixon estava com a asa dianteira danificada e ultrapassou o piloto da Ganassi, ocupando a sétima colocação.

O último stint de paradas aconteceu com 20 voltas para o fim. Mas no meio das paradas, um fortíssimo acidente entre Sebastian Bourdais e Joseph Newgarden fez a bandeira amarela ser sacada. O impacto foi extremamente forte e em uma área de aceleração plena. O novato Newgarden demorou um pouco a sair do carro, mas ficou tudo certo com ele.



Quem gostou mesmo dessa parada foi Ryan Briscoe, que assumiu a ponta da corrida. Helinho também foi favorecido e já aprecia em nono. Rubens continuava a boa corrida em sexto e Kanaan, após deixar o carro morrer na parada, caiu para 14º.

Após várias voltas em bandeira amarela, a verde foi acenada com 11 voltas para o fim. Na relargada, Ryan Hunter-Reay foi tocado por Alex Tagliani, que forçou muito a ultrapassagem no mesmo lugar que Helinho foi punido, e abandonou a disputa da corrida. O canadense Tagliani também levou um drive-through, caindo no grid e deixando Rubens Barrichello em quarto.

A nova relargada foi agitada a oito voltas do fim e Rubens, apesar da pressão, segurava sua grande quarta colocação. Helinho se aproveitava e passava a ser sexto em uma grande corrida de recuperação. Kanaan era o décimo, mas uma volta atrás dos líderes. E assim foram até o final da corrida.

A próxima etapa da Fórmula Indy acontece já neste fim de semana com o GP de rua de Baltimore.



Resultado
1º) Ryan Briscoe, (AUS/Penske-Chevrolet), 85 voltas
2º) Will Power, (AUS/Penske-Chevrolet), a 0s4408
3º) Dario Franchitti, (ESC/Chip Ganassi-Honda), a 1s0497
4º) Rubens Barrichello, (BRA/KV-Chevrolet), a 8s8529
5º) Graham Rahal, (EUA/Chip Ganassi-Honda), a 9s4667
6º) Hélio Castroneves, (BRA/Penske-Chevrolet), a 11s2575
7º) Simon Pagenaud, (FRA/Schmidt Hamilton-Honda), a 12s3087
8º) J. R. Hildebrand, (EUA/Panther-Chevrolet), a 22s8121
9º) Alex Tagliani, (CAN/BHA-Honda), a 39s6868
10º) Tony Kanaan, (BRA/KV-Chevrolet), a 1 volta
11º) Justin Wilson, (ING/Dale Coyne-Honda), a 1 volta
12º) James Jakes, (ING/Dale Coyne-Honda), a 1 volta
13º) Scott Dixon, (NZL/Chip Ganassi-Honda), a 1 volta
14º) Mike Conway, (ING/A. J. Foyt-Honda), a 1 volta
15º) Sebastián Saavedra, (COL/AFS Andretti-Chevrolet), a 1 volta
16º) Ernesto Viso, (VEN/KV-Chevrolet), a 1 volta
17º) Simona de Silvestro, (SUI/HVM-Lotus), a 1 volta
18º) Ryan Hunter-Reay, (EUA/Andretti-Chevrolet), a 1 volta
19º) Oriol Servià, (ESP/Panther Dreyer & Reinbold-Chevrolet), a 1 volta
20º) Ed Carpenter, (EUA/Carpenter-Chevrolet), a 1 volta
21º) Charlie Kimball, (EUA/Chip Ganassi-Honda), a 3 voltas
22º) Sébastien Bourdais, (FRA/Dragon-Chevrolet), abandonou
23º) Josef Newgarden, (EUA/Fisher Hartman-Honda), abandonou
24º) Katherine Legge, (ING/Dragon-Chevrolet), abandonou
25º) Marco Andretti, (EUA/Andretti-Chevrolet), abandonou
26º) James Hinchcliffe, (CAN/Andretti-Chevrolet), abandonou
27º) Takuma Sato, (JAP/Rahal Letterman-Honda), abandonou

Classificação do campeoanto
1º) Will Power, 422 pontos
2º) Ryan Hunter-Reay, 386
3º) Hélio Castroneves, 381
4º) Scott Dixon, 368
5º) Simon Pagenaud, 337
6º) Tony Kanaan, 327
7º) James Hinchcliffe, 326
8º) Ryan Briscoe, 317
9º) Dario Franchitti, 306
10º) Graham Rahal, 286
11º) J.R. Hildebrand, 257
12º) Justin Wilson, 253
13º) Oriol Servià, 249
14º) Rubens Barrichello, 247
15º) Takuma Sato, 243
16º) Marco Andretti, 237
17º) Alex Tagliani, 236
18º) Charlie Kimball, 228
19º) Mike Conway, 219
20º) Ernesto Viso, 212
21º) James Jakes, 202
22º) Ed Carpenter, 199
23º) Josef Newgarden, 186
24º) Sébastien Bourdais, 161
25º) Simona de Silvestro, 160
26º) Katherine Legge, 115
27º) Sebastian Saavedra, 29
28º) Ana Beatriz, 28
29º) Townsend Bell, 26
30º) Giorgio Pantano, 16
31º) Michel Jourdain Jr., 16
32º) Bryan Clauson, 13
32º) Wade Cunningham, 13
32º) Jean Alesi, 13

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias IndyCar
Tipo de artigo Últimas notícias