Mesmo com excelente 2º em estreia na Indy, Muñoz queria vitória

Piloto colombiano lamenta não ter tido chance de atacar Tony Kanaan após última bandeira amarela e se desculpa com o time

Muñoz é o melhor colombiano desde Montoya na Indy 500

O piloto colombiano Carlos Muñoz aproveitou a ótima estrutura da Andretti Autosport para conseguir, além de uma classificação fantástica em segundo, um ótimo resultado, logo atrás de Tony Kanaan ao fim da prova, no mesmo segundo lugar.

Ainda assim, o piloto de 21 anos se disse frustrado após não ter tido a chance de atacar Kanaan após a última bandeira amarela. Muñoz acha que tinha chance de ganhar.

“Realmente gostaria de lutar pela vitória”, admitiu Muñoz logo após a prova.

“Talvez pudesse vencer, talvez não, mas gostaria de lutar por isso, não dava para saber o que poderíamos conseguir. Tinha um bom carro e uma boa chance de passar Tony Kanaan, mas não dá para saber [se daria]. Ele fez um grande trabalho.”

Sendo segundo colocado, o colombiano derrotou AJ Allmendinger da Penske e Tristan Vautier da Sam Schmidt, fazendo a temporada inteira neste ano, como o melhor rookie da corrida.

“Não tenho do que me envergonhar. Ser segundo e o melhor rookie da melhor equipe é um grande trabalho. No começo fiquei um pouco nervoso com os pit stops, mas no fim o carro estava muito bom. Foi uma boa segunda posição.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias IndyCar
Tipo de artigo Últimas notícias