Obras nos arredores do circuito do Anhembi devem sanar problema da chuva

Mesmo com toda precaução, previsão para o domingo é de pista seca no entorno no sambódromo, local da prova

Chuva não deverá aparecer como em 2011

Com a corrida de 2011 sendo duramente castigada pela chuva – tendo que inclusive ser concluída na segunda-feira –, a organização da corrida da São Paulo Indy 300 tomou algumas providências para evitar que o clima interfira diretamente no andar natural da corrida.

O adiantamento do horário da prova, que agora acontece às 12h30 de domingo (horário de Brasília), e mudanças na pista em si foram feitas para que, caso haja chuva, a prova possa prosseguir naturalmente.

“Fizemos trabalhos muito consistentes para resolver os problemas de drenagem, mas como a pista é muito próxima ao Rio Tietê, se houver um transbordamento afetará a corrida” disse Elton Zacharias, secretário de Infraestrutura Urbana, na coletiva de imprensa na manhã desta quinta-feira, em São Paulo acompanhada pelo TotalRace.

“Mas isso é uma coisa que não vai acontecer, a época não é propícia para esse tipo de fator climatológico, e as obras que foram feitas serão suficientes para que, caso haja chuva, não aconteça nenhum problema”, finalizou.

Presente na coletiva no Anhembi, Emerson Fittipaldi também acredita que as obras feitas no circuito foram muito boas e que a probabilidade de chuva, que apurou com especialistas, é “0,000001%”, comentou. “E um circuito de rua, pode, tranquilamente, sediar uma corrida de Indy na chuva”, completou.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias IndyCar
Tipo de artigo Últimas notícias