Para evitar novos voos, Indy ajusta aero kits para o Texas

Oficiais da categoria continuam tomando medidas para evitar acidentes como os vistos em Indianápolis

A direção da IndyCar anunciou hoje mudanças nos aero kits dos carros já para a etapa do Texas, no próximo sábado. As medidas vão de encontro com o interesse da categoria em evitar novos voos, como os que aconteceram nos treinos das 500 milhas de Indianápolis. As alterações estão localizadas nos painéis de cobertura das rodas traseiras, tanto para os Chevrolet quanto para os Honda.

Ainda restam mais três provas em ovais rápidos: Texas, no próximo sábado, Pocono e na Califórnia. Para a etapa em Fort Woth, o pedido é que as equipes mantenham o ângulo da asa traseira entre -6 e -10,5 graus, para se ter um ganho no downforce.

"Os fabricantes têm se esforçado muito, desde os treinos de classificação da Indy 500", disse Will Phillips, vice-presidente de tecnologia da IndyCar.

O presidente do Texas Motor Speedway, Eddie Gossage, também comentou as mudanças dos carros que vão rodar no oval que administra: "Acho que eles encontraram uma maneira efetiva de reduzir ou eliminar a decolagem dos carros, como vimos em Indianápolis. Acredito que estamos na direção certa e espero não ver carros levantando voo aqui no Texas."

"A IndyCar obrigou também que as equipes façam um pequeno aumento no jogo da asa traseira e isso provavelmente fará com que os carros sejam um pouco mais lentos e eu acho que é uma boa jogada", acrescentou Gossage. "Isso fará também com que se esteja mais fácil de guiar. Estamos satisfeitos com a maneira que a IndyCar está trabalhando nisso. Não sabemos ainda o que vai acontecer até a bandeira verde, mas eles estão tentando e nós apreciamos isso ", conclui o presidente.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias IndyCar
Tipo de artigo Últimas notícias