Presidente da Indy renuncia ao cargo após dois anos

Derrick Walker vai deixar o posto após a última etapa da categoria em Sonoma, dia 30 de agosto

Após grande alarde na sua contratação, o mandato de Derrick Walker como presidente de operações e competições da IndyCar vai se encerrar ao fim da etapa de Sonoma, no dia 30 de agosto, que também finaliza a temporada 2015.

A renúncia de Walker foi anunciada hoje por Mark Miles, CEO da Hulman & Company, que toma conta da série. Como presidente, Walker se notabilizou pela inclusão do Angie’s List GP em Indianápolis e da entrada de Boston no calendário do ano que vem.

Derrick Walker fez seu nome como dono e diretor de equipes da Indy e da American Le Mans Series. Além disso, ele foi mecânico da Brabham na Fórmula 1 e em 1976 foi parar na equipe de Roger Penske. Em 1987, foi gerenciar a equipe da Porsche na Indy, após a morte do dono e piloto Al Holbert.

Como proprietário, Walker trabalhou com Scott Goodyear, Paul Tracy, Robby Gordon, Gil de Ferran, entre outros. Nos momentos finais da Champ Car, os pilotos comandados por Walker eram Simon Pagenaud e Will Power, que hoje são colegas de equipe na Penske.

Em comunicado, Walker disse que apreciou a oportunidade de trabalhar e ter colaborado com os proprietários das equipes e pilotos da IndyCar. "Depois de duas temporadas e meia, acredito que é a hora certa para buscar outras oportunidades ".

 

500 Milhas de Indianápolis

Não fique de fora da centésima edição das 500 Milhas de Indianápolis. Saiba como viver essa grande experiência clicando aqui

 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias IndyCar
Tipo de artigo Últimas notícias
Tags derrick walker