Sato explica acidente que causou fraturas a Dario Franchitti

Japonês diz que seu carro saiu de traseira bem na hora que o escocês tentava passá-lo na última volta em Houston

O japonês Takuma Sato lamentou o acidente na última volta da prova de Houston da Fórmula Indy, em que Dario Franchitti decolou após bater na traseira de seu carro. O escocês foi atirado contra o alambrado e seu carro lançou partes que feriram, sem gravidade, um fiscal da categoria e 12 espectadores.

“Eles eram minha grande preocupação”, afirmou Sato. “No domingo à noite fui ver Dario. Tivemos uma boa conversa – ele é um cara forte e estava brincando e rindo, mas obviamente um pouco tonto pelo anestésico. Precisamos que ele volte logo.”

O piloto explicou que um toque no muro antes do contato com Franchitti tenha danificado seu carro e impedido que ele conseguisse contornar a curva deixando espaço para o escocês tentar a ultrapassagem.

“Depois de tocar o muro, eu estava sentindo o carro deslizar e tinha muita sujeira nos meus pneus. Naquele ponto, estava fazendo o que podia para terminar a corrida. Quando cheguei na curva 5, o carro saiu de traseira violentamente e tive de abrir a tangência exatamente quando Dario estava me passando. Foi um grande acidente em altíssima velocidade”, descreveu.

O próprio japonês sofreu ferimentos leves pois, após o primeiro impacto, foi acertado de lado por EJ Viso. “Foi um impacto muito forte. Meu carro ficou com um buraco do lado, mas não houve qualquer dano no monocoque. Tenho alguns ferimentos leves, mas não é nada, e fico feliz com as melhorias feitas nos carros modernos.”

Franchitti, por sua vez, se recupera de cirurgia para reparar uma fratura no tornozelo. O escocês também fraturou mais duas vértebras e deve permanecer no hospital em Houston por mais alguns dias, antes de ser levado para Indianápolis para ser avaliado.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias IndyCar
Tipo de artigo Últimas notícias