Tony Kanaan vence sua primeira Indy 500 em relargada espetacular

Piloto brasileiro passa Ryan Hunter-Reay a três voltas do fim e ganha sua primeira corrida na Indy desde 2010

Largando de 12º, Tony Kanaan venceu sua primeira Indy 500 na carreira. O piloto se manteve atento na última relargada, a três voltas do fim, quando passou Ryan Hunter-Reay e se beneficiou de uma batida de Dario Franchitti na curva 1 para passar as últimas duas voltas atrás do Pace Car em primeiro  e vencer a 97ª edição da Indy 500.

O piloto ficou entre os cinco primeiros a prova inteira e disputava a liderança com o atual campeão da IndyCar, até que Graham Rahal bateu a sete voltas do final. O pace car foi à pista e agrupou os primeiros. Kanaan passou Hunter-Reay, que também foi passado por Muñoz, para vencer a corrida. Esta foi sua primeira vitória desde o GP de Iowa em 2010. Carlos Muñoz, que largou em segundo, fez prova constante e chegou na mesma posição.

Ryan Hunter-Reay teve de se contentar com a terceira posição, seguido de Marco Andretti, Justin Wilson e Hélio Castroneves, o sexto. A segunda Penske veio em sétimo, AJ Allmendinger. Os dez primeiros foram completados por Pagenaud, Kimball e o pole position, Ed Carpenter. Bia Figueiredo foi a 15ª colocada.

A prova

Na partida, Ed Carpenter manteve a ponta e Marco Andretti foi para a segunda posição, passando Muñoz. Tony Kanaan fez uma excelente largada, indo de 12º para a sétima posição. Na volta quatro, aconteceu a primeira bandeira amarela da prova. JR Hildebrand tentou ultrapassar James Hinchcliffe por fora na curva 1 pelo 11º lugar. O norte-americano perdeu a traseira de seu Dallara e bateu, abandonando a prova.

Na relargada, o Top 10 era: Carpenter, Andretti, Viso, Muñoz, Power, Castroneves, Kanaan, Tagliani, Hunter-Reay e Wilson.

Kanaan conseguiu uma ótima relargada, indo para segundo logo na primeira volta. Na abertura da segunda, conseguiu a ultrapassagem em Carpenter pela liderança, mas levou o troco uma volta depois. Marco Andretti, que passou TK em seguida, passou Carpenter na volta 13 e foi para a liderança da prova. Liderança que foi tirada por TK logo em seguida.

Os dois pilotos variaram na liderança em uma briga que durou até a primeira parada de Kanaan na volta 30. Uma volta depois, Andretti, Carpenter e Viso entraram. A janela de pits abriu de vez, com Hunter-Reay, Castroneves, Hinchcliffe e Muñoz. Dos líderes, Power foi o último dos primeiros a parar, na volta 34.

Com isso, James Jakes assumiu a ponta, com Pippa Mann em segundo seguida de Simona de Silvestro e Graham Rahal. Ambos haviam parado na primeira bandeira amarela.

Na volta 36, Sebastian Saavedra encontrou o muro da curva 4 e foi o segundo a abandonar após um toque com outro piloto. Carpenter assumiu novamente a liderança após as paradas, e acabou saindo da pista tentando aquecer seus pneus na curva 3. O piloto conseguiu voltar para a pista.

O top 10 na relargada era: Carpenter, Andretti, Hunter-Reay, Castroneves, Kanaan, Muñoz, Tagliani, Sato, Viso e Power. Duas voltas depois, o líder voltava a ser Marco Andretti. Na volta 57 , Takuma Sato errou na saída da curva 2, rodou sem bater no muro e trouxe a terceira bandeira amarela. O japonês voltou para a pista uma volta atrás.

A ocasião abriu a segunda janela de pits entre os primeiros. Hunter-Reay voltou em primeiro, à frente de Andretti, Carpenter, Kanaan e Power. Sato retornou para a volta do líder após parar uma volta depois dos líderes.

Na relargada, Marco Andretti perdeu terreno. Carpenter foi para primeiro, com Kanaan em segundo e Power surgindo em terceiro. Tony chegou a liderar, mas foi superado por Power em seguida.

O piloto da Penske número 12 liderou até a volta 90, quando abriu a terceira janela. Uma volta depois, entraram Kanaan, Hunter-Reay, Allmendinger, Andretti e Carpenter. Após as paradas, Kanaan foi para a ponta. Com uma excelente recuperação, incluindo uma ultrapassagem dupla em Viso e Hunter-Reay, Allmendinger liderou pela primeira vez na volta 99.

O top 10 na volta 100 era: Allmendinger, Kanaan, Hunter-Reay, Viso, Andretti, Castroneves, Power, Tagliani, Carpenter e Servià.

Allmendinger liderou até a volta 113, quando teve de parar com um furo lento em um de seus pneus. O piloto da Penske voltou à pista em 25º, uma volta atrás. Marco Andretti foi para a liderança.

Na volta 122, Andretti e Kanaan entraram nos pits abrindo a quarta janela. Uma volta depois entraram Muñoz, Castroneves, Viso, Power e Carpenter.

A verdade foi restabelecida na volta 126, com Hunter-Reay em primeiro e Andretti em segundo. Kanaan era o terceiro seguido de Viso e Hélio Castroneves nos cinco primeiros. Marco passou Hunter-Reay uma volta depois para ser líder de novo. Na volta 138, Allmendinger, que chegou a ficar uma volta atrás, voltou para a liderança. AJ parou na volta 143 pela quinta vez.

Na volta 150 o Top 10 era: Andretti, Hunter-Reay, Muñoz, Castroneves, Carpenter, Kanaan, Servià, Viso, Dixon e Rahal.

Uma volta depois Marco parou para a troca de pneus. Hunter-Reay foi na volta seguinte, seguido de Viso, Carpenter e Kanaan. Na volta 153, foi a vez de Hélio. Por ter deixado seu motor apagar, Viso saiu da disputa da prova.

Após as paradas, a 40 voltas do fim, o Top 10 era: Andretti, Hunter-Reay, Allmendinger, Muñoz, Kanaan, Carpenter, Castroneves, Servià, Tagliani e Pagenaud.

A 30 voltas do fim, Hunter-Reay, Kanaan, Andretti e Muñoz escaparam do resto do grupo e começaram a duelar pela liderança. A 22 voltas, Kanaan entrou para sua última parada junto com Ed Carpenter. Allmendinger já havia feito sua parada. Duas voltas depois Marco Andretti e Hunter-Reay entraram para o pit. Enquanto isso, Bourdais perdia o controle de seu carro na entrada dos boxes e era o quinto a abandonar.

Hélio e Muñoz foram aos boxes a 15 voltas do fim e chegaram a se tocar na saída do pit lane. Com todas as paradas feitas, o top 5 era Hunter-Reay, Kanaan, Andretti, Muñoz e Wilson. Tony e Hunter-Reay disputavam a primeira posição trocando a liderança volta a volta até a volta 194, quando Graham Rahal trouxe a quarta bandeira amarela do dia batendo na segunda curva.

O Top 5 na relargada a três voltas do fim era: Hunter-Reay, Kanaan, Muñoz, Andretti e Wilson. Na relargada, Tony Kanaan assumiu liderança à frente de Muñoz, Hunter-Reay e Andretti.

Franchitti bateu logo na primeira curva da pista e fez com que o fim da prova fosse em bandeira amarela.

Com isso, Tony Kanaan venceu sua primeira corrida desde Iowa em 2010, quando ainda era piloto da Andretti.

Confira o resultado final da prova:

1. Tony Kanaan (KV/Chevrolet) 200 voltas
2. Carlos Muñoz (Andretti/Chevrolet) + 0.1159
3. Ryan Hunter-Reay (Andretti/Chevrolet) + 0.2480
4. Marco Andretti (Andretti/Chevrolet) + 0.3634
5. Justin Wilson (Dale Coyne/Honda) + 0.8138
6. Helio Castroneves (Penske/Chevrolet) + 3.0086
7. AJ Allmendinger (Penske/Chevrolet) + 4.0107
8. Simon Pagenaud (Schmidt/Honda) + 4.2609
9. Charlie Kimball (Chip Ganassi/Honda) + 5.6864
10. Ed Carpenter (Ed Carpenter/Chevrolet) + 6.8425
11. Oriol Servià (Panther DRR/Chevrolet) + 7.8633
12. Ryan Briscoe (Chip Ganassi/Honda) + 8.9216
13. Takuma Sato (AJ Foyt/Honda) + 10.2602
14. Scott Dixon (CHip Ganassi/Honda) + 11.3858
15. Ana Beatriz (Dale Coyne/Honda) + 12.2657
16. Tristan Vautier (Sam Schmidt/Honda) + 15.3045
17. Simona De Silvestro (KV/Chevrolet) + 15.7201
18. EJ Viso (Andretti/Chevrolet) + 17.8056
19. Will Power (Penske/Chevrolet) + 22.5403
20. James Jakes (Rahal/Honda) + 1 volta
21. James Hinchcliffe (Andretti/Chevrolet) + 1 Volta
22. Conor Daly (AJ Foyt/Honda) + 2 voltas
23. Dario Franchitti (Chip Ganassi/Honda) + 3 voltas - Acidente
24. Alex Tagliani  (BHA/Honda) + 4 voltas
25. Graham Rahal (Rahal Letterman Lanigan/Honda) + 7 voltas - Acidente
26. Katherine Legge (Sam Schmidt/Honda) + 7 voltas
27. Townsend Bell (Panther/Chevrolet) + 8 voltas
28. Josef Newgarden (Fisher/Honda) + 9 voltas

Abandonos

Sebastien Bourdais (Dragon/Chevrolet) 178 voltas - Acidente
Pippa Mann (Dale Coyne/Honda) 46 voltas - Acidente
Buddy Lazier (Lazier/Chevrolet) 44 voltas - Mecânico
Sebastian Saavedra (Dragon/Chevrolet) 34 voltas - Acidente
JR Hildebrand (Panther/Chevrolet) 3 voltas - Acidente

Campeonato após 5 provas:

1. Marco Andretti - 168
2. Takuma Sato - 157
3. Hélio Castroneves - 152
4. Ryan Hunter-Reay - 138
5. James Hinchcliffe - 128
6. Justin Wilson - 125
7. Tony Kanaan - 124
8. Scott Dixon - 122
9. Oriol Servià - 112
10. Simon Pagenaud - 108

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias IndyCar
Tipo de artigo Últimas notícias