Kent pode ser campeão da Moto3 na Austrália; veja chances

Danny Kent está próximo de se sagrar campeão da Moto3 e quebrar um jejum que dura desde 1977; confira combinações

Danny Kent chega à Austrália, antepenúltima etapa da temporada 2015 da Moto3, ‘com nove dedos e meio’ na taça, podendo se sagrar o primeiro britânico campeão mundial de Motovelocidade desde Barry Sheene, que conquistou o título das 500cc em 1977.

Kent, que domina a temporada, é o piloto que mais venceu na Moto3 em 2015, triunfando nos GPs das Américas, Argentina, Espanha, Catalunha, Alemanha e Grã-Bretanha. Outro fator determinante para o domínio foi a consistência apresentada pelo britânico.

Em quinze etapas realizadas até o momento, Kent só deixou de pontuar em duas oportunidades – no atípico GP de Indianápolis, quando a chuva transformou a prova em uma loteria e ele terminou em 21º, e no GP de Aragón, em que o piloto caiu sozinho na última volta.

Nas demais provas em que não venceu, Kent esteve no pódio três vezes e terminou as outras, no mínimo, em sétimo lugar. Com isso a vantagem do piloto na tabela é enorme: são 244 pontos, contra 188 de Enea Bastianini e 179 de Miguel Oliveira, os únicos adversários que ainda têm chances matemáticas.

Com 75 pontos em jogo nas três etapas restantes, no entanto, as possibilidades de Bastianini e Oliveira são cada vez mais remotas. Phillip Island pode, então, ser o palco do fim do jejum britânico no Mundial de Motovelocidade.

Confira as combinações de resultados que podem levar Danny Kent ao título da Moto3 no GP da Austrália:

  • Vitória ou segundo lugar, independentemente dos resultados de Bastianini e Oliveira;

  • Terceiro lugar, caso Bastianini não vença;

  • Quarto ou quinto, caso Bastianini não vença ou termine em segundo;

  • Sexto, caso caso Bastianini não vença ou termine em segundo e Oliveira não vença;

  • Sétimo, oitavo ou nono, caso Bastianini não termine entre os três primeiros e Oliveira não vença;

  • Décimo ou 11º, caso Bastianini não termine entre os quatro primeiros e Oliveira não vença;

  • 12º, 13º, 14º ou 15º, caso Bastianini não termine mais do que seis posições à frente e Oliveira não vença ou termine em segundo;

  • Sem pontuar, caso Bastianini não termine entre os nove primeiros e Oliveira não termine entre os três primeiros.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Moto3
Pilotos Enea Bastianini , Danny Kent , Miguel Oliveira
Tipo de artigo Últimas notícias