Diretor de provas diz que Iannone teve sorte de não queimar largada

Piloto da Ducati acelerou no momento exato em que luzes vermelhas incandescentes começaram a se apagar

Para quem assistiu o GP da Itália da MotoGP no último domingo, foi sensível que o italiano Andrea Iannone se moveu um pouco antes do apagar das luzes vermelhas. O piloto da Ducati, partindo de sua primeira pole position na carreira, fez uma largada perfeita e humanamente impossível, segundo o neozelandês Mike Webb, diretor de provas da categoria.

"Eu tenho que dizer que ele teve muita sorte", falou Webb disse ao site da MotoGP. "Nós obviamente revimos na hora porque parecia que ele havia queimado a largada.”

"Mas revendo em nosso equipamento, quadro a quadro, temos uma imagem de cada moto quando as luzes começaram a se apagar. Em um quadro as luzes estão vermelhas e ele ainda está parado. Logo que a luz começa a se apagar ele já larga. Ele se mexe exatamente no momento em que a luz se apagou".

Webb disse que, graças às tradicionais lâmpadas incandescentes de Mugello, ao contrário dos LEDs, pareceu que Iannone havia queimado a largada.

"Olhando a luz, no momento que eu a desliguei, ela muda de cor, mas para se apagar totalmente ainda demora alguns centésimos de segundo", continuou.

"Então, a olho nu parece que a luz ainda está vermelha, mas quadro a quadro há um momento em que a luz é desligada. Ele sai exatamente no momento em que ela apaga.

"Ele não poderia ter julgado isso. Foi sorte."

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias MotoGP
Evento GP da Itália
Pista Mugello
Pilotos Andrea Iannone
Equipes Ducati Team
Tipo de artigo Últimas notícias