Finalmente no pódio, Lorenzo fala em “terceira posição mais doce da vida”

Bicampeão da Yamaha diz que não aguardava chegada forte de Pedrosa no fim, e espera ter silenciado críticos

A corrida começou boa para Jorge Lorenzo. Ele largou bem como na primeira prova do ano no Catar, assumindo o primeiro lugar. No entanto, não conseguiu segurar o ritmo de Marc Márquez, que a nove voltas do fim o passou na curva 5, logo no final da reta. Relaxado em segundo, o #99 ainda foi atacado por Dani Pedrosa, que lhe roubou o lugar do meio do pódio na última volta da corrida.

“Talvez esta seja a terceira posição mais doce de toda a minha carreira, porque chegou depois de dois grande erros”, disse Lorenzo.

“Eu recebi de muitos jornalistas especializados algumas críticas, o que acho que não mereci. Nos anos passados fiz algumas ótimas corridas. Não eram nossos melhores dias e não foram nossos melhores momentos.”

“Lutamos com Marc e Dani. Acho que precisamos nos manter dando tudo como agora, e, quando o momento chegar, vamos tentar ganhar algumas corridas.”

Explicando a boa saída, Lorenzo disse que usou toda a sua concentração para sair na frente de Márquez. “Desta vez me concentrei nas luzes de largada. Fiz uma boa partida, passei Márquez, mas freei tarde demais na primeira curva e saí do traçado, estava muito escorregadio. Mas consegui manter o primeiro lugar. Me mantive focado, sabia que Márquez estava forte mas não sabia que Dani viria tão forte no fim da corrida”, revelou.

Para melhorar, Lorenzo reconhece que ainda há tempo para ele e para a Yamaha. “Acho que posso melhorar ainda minha condição física, que não está perfeita no momento. Falando da moto, não estamos conseguindo frear tão tarde. Obviamente estamos perdendo um pouco na aceleração e em velocidade final. Isso vai ser difícil de melhorar, mas, mais ou menos, são os mesmos problemas que tínhamos no ano passado.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias MotoGP
Tipo de artigo Últimas notícias