Rossi admite: “vou ter de dar meu máximo para ser campeão”

Líder do campeonato, italiano chega a Motegi com vantagem de 14 pontos mas relembra ano passado: “Jorge foi mais forte”

Em uma temporada que para muitos era inimaginável, Valentino Rossi tem quatro corridas para defender sua liderança na MotoGP para se tornar campeão pela décima vez no mundial e pela oitava na categoria principal.

Três dessas corridas serão seguidas, disputadas na Ásia e na Oceania. A primeira parada é o Japão, neste final de semana. Rossi não vence no circuito desde 2008, já Lorenzo venceu as duas últimas corridas disputadas por lá. Mesmo assim, Valentino diz gostar da pista.

“Estamos indo para Motegi para iniciar uma parte muito importante da nossa temporada. Motegi é uma pista que eu gosto muito”, disse.

“Eu fiz boas corridas lá e também no ano passado eu tive um bom fim de semana, mas Jorge foi mais forte e ganhou. Por esta razão, vou ter que dar tudo de mim, porque há apenas 14 pontos entre ele e eu. Esses pontos podem parecer muito, mas não são nada.”

“Temos de dar o máximo porque somos competitivos - demonstramos isso até aqui. Teremos três corridas seguidas e será importante não cometer erros, mas, ao mesmo tempo, ter certeza de que iremos obter os melhores resultados possíveis.”

Testando com pneus Michelin na segunda-feira após o GP de Aragon, Rossi acabou caindo, mas não sofreu nada. “Eu me sinto bem. Em Aragon, durante o teste, eu sofri um acidente, mas não tive maiores consequências, apenas ralei um pouco o meu braço. Eu estou bem e estou pronto para essas três corridas seguidas.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias MotoGP
Evento GP do Japão
Pista Twin Ring Motegi
Pilotos Valentino Rossi
Equipes Yamaha Factory Racing
Tipo de artigo Últimas notícias