Rossi vê Lorenzo "um pouco mais rápido" em Aragón

Líder do campeonato diz que há muito trabalho pela frente se ele quiser superar companheiro de equipe na Yamaha; italiano destacou também importância da escolha de pneus para corrida

Valentino Rossi começou o final de semana do GP de Aragón atrás de Jorge Lorenzo: o italiano ficou a 0.7s do companheiro de equipe no segundo treino livre desta sexta-feira (25), no circuito de MotorLand. 

Isso significa, evidentemente, que se Rossi pretende impedir Lorenzo de reduzir a diferença de 23 pontos na classificação do campeonato, será necessário encontrar soluções que permitam ao líder da tabela aumentar o ritmo.

“Nosso início aqui não foi tão ruim, pois conseguimos um bom acerto inicial logo de cara e tanto eu quanto Jorge fomos bastante fortes, mas ele está um pouco mais rápido aqui. Precisamos, então, continuar trabalhando e melhorar um pouco em alguns setores da pista", disse. 

Além disso, o italiano ressaltou a importância da escolha correta dos pneus traseiros para a corrida. Nos treinos livres, Rossi utilizou as duas opções disponíveis - médios e duros - e disse que ainda é cedo para cravar qual será a opção ideal para a corrida, especialmente porque ele suspeita que a Honda escondeu o jogo ao não utilizar os médios no final do segundo treino livre.

“A escolha correta dos pneus será muito importante. Poderemos optar pelos médios ou pelos duros, mas ainda é muito cedo para escolher. Nós utilizamos os médios (no final do segundo treino livre), mas nossos principais rivais não o fizeram. Se tivessem utilizado os compostos, talvez andassem no mesmo ritmo que nós. Se pudermos lutar em igualdade de condições com eles no domingo será bom, pois eles são tradicionalmente mais fortes do que nós aqui", afirmou.

Marquez: "Jorge está um passo à frente"

Após terminar o primeiro treino livre em segundo, Marc Marquez foi apenas o quinto colocado na segunda sessão do dia, atrás de Lorenzo, Rossi, Dani Pedrosa e Bradley Smith. O terceiro colocado no campeonato reconheceu também a superioridade do compatriota da Yamaha no primeiro dia de atividades em MotorLand.

"Hoje foi um dia em que tentamos um pouco de tudo; tanto na traseira como na dianteira, experimentamos os dois tipos de compostos disponíveis para entender o desempenho deles para a corrida. Também trabalhamos no acerto da moto, área na qual ainda temos como avançar", disse.

"No entanto, temos que levar em consideração que Jorge está pilotando em alto nível aqui. Ele foi muito bem nas duas sessões e está um passo à nossa frente", afirmou o bicampeão.

Lorenzo: Yamaha melhorou bastante em Aragón

O circuito de MotorLand, tradicionamente, tem sido dominado pela Honda desde 2011 - exceto no ano passado, quando Jorge Lorenzo venceu uma prova que começou com pista seca e depois ficou molhada. 

Mas Lorenzo acredita que o extenso programa de testes da Yamaha em Aragón rendeu frutos e a moto se mostrou bastante forte no primeiro dia de trabalho quando comparada aos anos anteriores.

“Há uma enorme diferença entre o que tínhamos nos anos anteriores quando estivemos aqui e o que temos agora. Graças a nossos engenheiros, que melhoraram a moto, avançamos bastante nesta pista difícil que é a de Aragón e somos competitivos", disse. 

Apesar dos avanços, Lorenzo permanece alerta em relação aos adversários. “Nossos rivais não estão dormindo, então esperamos eles mais fortes amanhã e os tempos de volta serão menores. Precisamos continuar trabalhando no acerto da moto para sermos ainda mais velozes", completou.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias MotoGP
Evento GP de Aragon
Pista Motorland Aragon
Pilotos Valentino Rossi , Jorge Lorenzo , Marc Marquez
Equipes Yamaha Factory Racing
Tipo de artigo Últimas notícias