Em corrida movimentada, Daniel Serra vence em Ribeirão

Prova disputada em um circuito de rua foi marcada por acidentes. Cacá Bueno chegou em segundo e Átila Abreu em terceiro

Serra vence em Ribeirão

Daniel Serra venceu a quarta etapa do campeonato de Stock Car em Ribeirão Preto. O filho do ex-piloto de Fórmula 1 Chico Serra assumiu a ponta na largada para não mais perdê-la.

Cacá Bueno, que largou na ponta, não teve uma saída muito boa e foi pressionado por Júlio Campos. Mesmo assim, conseguiu se manter por ali até o final. No fim da prova perdeu, Júlio perdeu a posição no pódio para o piloto da "casa" Átila Abreu.

Durante a corrida, Cacá Bueno reclamou através do rádio com a equipe sobre a manobra do companheiro Daniel Serra. Após a bandeirada, Cacá disparou: "Daniel sabe que não fiquei contente com a manobra na largada, fiquei espremido no muro. Num sistema como esse, em que a gente não pode ficar fora de jeito nenhum, não podia correr o risco de encostar nele e no muro, fui até o limite. Ele estava meio metro na frente, meu bico estava na porta dele e tem um cucuruto de muro ali."

"Se olhar pela imagem, eu toco no freio no meio da reta para não bater nele e nem no muro. Seria uma manobra parecida com a do Allam Khodair com o Ricardo Maurício em Curitiba e lá os dois saíram prejudicados. Meu prejuízo menor seria perder a primeira posição. Já fiquei fora de uma e na hora veio o estalo de tirar o pé e não criar uma confusão maior. No esquema antigo eu não teria tirado o pé", afirmou Cacá, que ainda deixou claro que não se tratava de choro de mau perdedor. "Não quero polemizar porque ele tinha um pouco ritmo melhor do que o meu, é um cara que merece a vitória, não é líder do campeonato à toa, tem potencial. Mas claramente não é uma manobra que eu levaria ao limite. Vamos ver para a frente. Só administrei o segundo lugar, não valia a pena o risco. Cheguei em quarto a 11 pontos do líder e saio a cinco."

Daniel Serra sabia que sua chance de vencer esbarrava em uma boa largada. Então, partiu para cima: "Sabia que a largada seria muito importante se eu quisesse ganhar a corrida e vi que tinha chance de pular na frente. Depois era tentar manter, mas foi muito difícil porque deu muito safety car, tive de remar tudo de novo. Mas todas as relargadas foram boas. Não houve muitas disputas diretas, mas em termos de ritmo foi muito forte. Estava bem no campeonato mas não tinha tido um resultado expressivo."

A corrida, realizada em circuito de rua, teve diversos acidentes, toques e confusão, algo esperado pelas estreitas ruas de Ribeirão Preto. Na principal delas, Tuka Rocha e Allam Khodair saíram da prova após um toque forte. Na sequência, outros seis pilotos, como Vitor Meira, Duda Pamplona, Ricardo Mauricio, bateram. Irritado, Tuka aguardou a saída de Khodair de seu carro para tirar satisfação.

Com o resultado, Daniel Serra lidera com 69 pontos, cinco a mais que o companheiro Cacá. Ricardo Mauricio (59), Átila Abreu (52) e Valdeno Brito (50) completam os cinco primeiros.

Confira o resultado final da etapa de Ribeirão Preto:


1º Daniel Serra, Red Bull Racing-Chevrolet - 41min38s772
2º Caca Bueno, Red Bull Racing-Chevrolet, a 0s844
3º Atila Abreu, Mobil Super Pioneer Racing-Chevrolet, a 2s356
4º Julio Campos, Carlos Alves Comp-Peugeot, a 4s517
5º Marcos Gomes, Medley Fulltime-Peugeot, a 5s381
6º Thiago Camilo, RCM Motorsport-Chevrolet, a 5s807
7º Denis Navarro, Vogel Motorsport-Chevrolet, a 8s410
8º Luciano Burti, Itaipava Racing Team-Peugeot, a 9s604
9º Diego Nunes, Hot Car Competições-Chevrolet, a 10s652
10º Xandinho Negrão, Medley Fulltime-Peugeot, a 14s895
11º Lico Kaesemodel, RCM Motorsport-Chevrolet, a 15s930
12º Eduardo Leite, Hot Car Competições-Chevrolet, a 16s681
13º Galid Osman, BMC Racing-Chevrolet, a 17s768
14º Nono Figueiredo, Mobil Super Pioneer Racing-Chevrolet, a 19s002
15º Rodrigo Sperafico, Prati-Donaduzzi Racing-Peugeot, a 20s876
16º David Muffato, Itaipava Racing Team-Peugeot, a 42s486
17º Ricardo Mauricio, Eurofarma RC-Chevrolet, a uma volta
18º Popo Bueno, Linea Sucralose-Chevrolet, a uma volta
19º Ricardo Zonta, Linea Sucralose-Chevrolet, a duas voltas
20º Max Wilson, Eurofarma RC-Chevrolet, a quatro voltas
21º Allam Khodai,r Vogel Motorsport-Chevrolet, a 11 voltas
22º Tuka Rocha, BMC Racing-Chevrolet, a 11 voltas
23º Duda Pamplona, Officer ProGP-Chevrolet, a 11 voltas
24º Vitor Meira, Officer ProGP-Chevrolet, a 11 voltas
25º Valdeno Brito, Shell Racing-Peugeot, a 11 voltas
26º Antonio Pizzonia, Comprafacil Nascar JF-Peugeot, a 15 voltas
27º Alceu Feldmann, Shell Racing-Peugeot, a 21 voltas
28º Ricardo Sperafico, Prati-Donaduzzi Racing-Peugeot, a 21 voltas
29º Pedro Boesel, Comprafacil Nascar JF-Peugeot, não largou 

 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Stock Car Brasil
Tipo de artigo Últimas notícias