Max Wilson se benefecia com pista seca e garante a pole position em Ribeirão Preto

Com a chuva que caiu no começo do treino, a pista foi secando na parte final, o que beneficiou a melhor volta dos últimos.

Neste sábado (4) aconteceu o treino classificatório para a primeira prova da rodada dupla da etapa de Ribeirão Preto, da Stock Car. E a pole position ficou com o piloto Max Wilson, que foi beneficiado pela pista mais seca, quando foi sua vez de entrar na pista.


[publicidade]O treino de classificação, foi dividido em oito grupos de quatro pilotos em cada, cada piloto tinha direito a uma volta de aquecimento e duas cronometradas. No grupo um, foram para a pista Diego Nunes, Denis Navarro, Popó Bueno e César Ramos. Este último acabou batendo e não conseguiu registrar seu tempo rápido. Depois de uma séries de bandeiras vermelhas, o tempo mais rápido ficou com Diego Nunes, com 1:17.020.

No segundo grupo foram para a pista Átila Abreu, Rafael Suzuki, Antônio Pizzonia e Tuka Rocha. Com menos problemas que o primeiro grupo, Átila Abreu foi o mais rápido com o tempo de 1:16.616.

No terceiro grupo foram: Fábio Fogaça, Raphael Abbate, Ricardo Zonta e Felipe Lapenna e neste grupo a melhor volta foi de Ricardo Zonta em 1:14.595. A partir deste grupo a pista ficou muito melhor, portanto os tempos baixaram bastante.
Já no quarto grupo foi a vez de Gabriel Casagrande, Bia Figueiredo, Vitor Genz e Luciano Burti. Com a pista cada vez mais seca, Vitor Genz  assumiu a primeira posição em 1:13.194.

Lucas Foresti, Rubens Barrichello, Rafael Mattos e Daniel Serra foram os protagonistas do quinto grupo. E neste grupo, o atual campeão Rubens Barrichello foi a primeiro colocado, com 1:11.922.

Depois foram para a pista: Galid Osman, Sérgio Jimenez, Júlio Campos e Valdeno Brito. Neste grupo, a pista ficou melhor ainda, a melhor volta desta grupo ficou com Campos, porém o tempo que ele fez não foi o suficiente para superar o tempo de Barrichello.

No grupo sete foram para a pista, Felipe Fraga, Max Wilson, Thiago Camilo e Cacá Bueno. Nesta turma, três superaram o tempo de Barrichello. O tempo mais rápido ficou com Max Wilson, seguido por Cacá Bueno e Thiago Camilo.

E por último, mas não menos importante, foram para a pista Allam Khodair, Marcos Gomes e Ricardo Maurício. Porém nenhum desses pilotos conseguiu superar a marca de Wilson, que garantiu a pole.

Confira o grid de largada para a etapa da Stock Car:

1 – Max Wilson – Eurofarma RC – 1.11.198
2 – Cacá Bueno – Red Bull – 1:11.379
3 – Ricardo Maurício – Eurofarma RC – 1:11:565
4 – Allam Khodair – Full Time – 1:11.735
5 – Thiago Camilo – Ipiranga Racing – 1:11.761
6 – Marcos Gomes – Voxx Racing – 1:11.884
7 – Rubens Barrichello – Full Time – 1:11.922
8 – Júlio Campos – Prati-Donaduzzi – 1:12.096
9 – Galid Osman – Ipiranga Racing – 1:12.236
10 – Valdeno Brito – Shell Racing – 1:12.288
11 – Raphael  Mattos – Hot Car – 1:12.350
12 – Felipe Fraga – Voxx Racing – 1:12.391
13 – Sérgio Jimenez – C2 Team – 1:12.418
14 – Lucas Foresti – AMG Motorsport – 1:12.441
15 – Daniel Serra – Red Bull – 1:13.101
16 – Vitor Genz – Boettger – 1:13.194
17 – Gabriel Casagrande – C2 Team – 1:13.251
18 – Luciano Burti – RZ Motorsport – 1:13.771
19 – Ricardo Zonta – Shell Motorsport – 1:14.595
20 – Felipe Lapenna – Schin Racing – 1:15.389
21 – Bia Figueiredo – Bassani Racing – 1:15.584
22 – Fábio Fogaça – Hot Car – 1:15.615
23 – Raphael Abbate – Hot Car – 1:16.564
24 – Antônio Pizzonia – Prati-Donaduzzi – 1:16.672
25 – Diego Nunes – Vogel Motorsport – 1:16.792
26 – Rafael Suzuki – RZ Motorsport – 1:17.522
27 – Tuka Rocha – Bassani Racing – 1:17.966
28 – Popó Bueno – Cavaleiro Racing – 1:20.159
29 – Átila Abreu – AMG Motorsport – 1:28.760
30 – Denis Navarro – Vogel Motorsport – sem tempo
31 – César Ramos – Cavaleiro Racing – sem tempo 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Stock Car Brasil
Tipo de artigo Últimas notícias