Max Wilson vence em Brasília e embola campeonato da Stock Car

Em segundo lugar chegou seu companheiro de Eurofarma, Ricardo Maurício. Cacá foi o nono e Tony, o 19º. Rubinho abandonou

Max Wilson em Brasília

Contando com um pneu furado do pole position Thiago Camilo, Max Wilson conquistou sua primeira vitória na temporada da Stock Car neste domingo em Brasília. Com o resultado, o piloto da Eurofarma, terceiro no grid, foi a 138 pontos e subiu para a quinta colocação no campeonato, faltando apenas uma etapa para o fim.

Em segundo lugar chegou seu companheiro, Ricardo Maurício e Nonô Figueiredo fechou o pódio. O líder do campeonato foi apenas o nono colocado. Após fazer grande treino no sábado, Rubens Barrichello não teve um bom domingo. Foi tocado nas primeiras voltas e abandonou com a suspensão quebrada. Tony Kanaan terminou em 19º e Raphael Matos, que também fazia sua estréia, foi o 23º.

O resultado da penúltima etapa embolou de vez o campeonato. Agora, o líder Cacá tem 159 pontos e três pilotos aparecem com 149: Átila Abreu, Daniel Serra e Ricardo Maurício. Na última prova, dia 9 de dezembro em Interlagos, a pontuação será dobrada.

“É um grande alívio ganhar uma corrida depois de dois anos. Tanto eu como o Ricardo tivemos algumas oportunidades de ganhar nesses dois anos, mas infelizmente não aconteceu. Essa vitória para mim, apesar de não ter sido umas das mais suadas, foi uma das mais difíceis, porque tinha aquela vontade de ganhar de novo depois de tanto tempo e entrar na luta pelo título. Muita coisa passa pela cabeça. Por isso, foi uma corrida, mesmo sem muita disputa, bem tensa", disse o vencedor Max Wilson. 

Para Ricardo Maurício, que hoje completou seu 100º GP na Stock, o importante foi somar pontos. “Queria parabenizar o Max pela vitória e a equipe pela dobradinha. Para mim, o mais importante foi pontuar para continuar vivo no campeonato, depois de um final de semana que não começou tão bem para a gente”, disse.

Ao contrário do que se imagina, a prova foi disputada com tempo seco e na largada, Thiago Camilo  manteve a ponta, com Max Wilson passando Átila Abreu e assumindo a segunda posição. Rubens Barrichello não largou bem e foi ultrapassado por cinco competidores nas duas primeiras voltas. Entre eles, Cacá Bueno, que fechou a segunda volta na 12ª posição.

Na volta seguinte, Rubinho foi tocado por Julio Campos e caiu para a 26ª posição. Logo à frente do estreante do dia, Raphael Matos. Outro estreante, Tony Kanaan ocupava a 30ª posição, na frente apenas de Galid Osman, que escapou da pista no começo da prova. Pedro Boesel, já havia abandonado, após acertar a barreira de pneus.

Entre os primeiros, Thiago Camilo completou a 10ª volta na ponta, dois segundo à frente de Max Wilson. Ricardo Maurício aparecia na terceira posição, após ultrapassar Átila Abreu. Rodrigo Sperafico era o quinto colocado.

Faltando 24 minutos para o fim da prova, na 15ª passagem, o pneu de Thiago Camilo estourou e Max Wilson herdou a ponta, seguido por Ricardo Maurício e Átila Abreu. "Foi uma das corridas mais ganhas que eu perdi na carreira. O carro estava muito bom, eu estava controlando a liderança, não estava atacando muito as zebras para poupar os pneus, e aconteceu...O pneu furou na reta”, lamentou Camilo

Quatro minutos depois, foi a vez de Rubens Barrichello abandonar, com a suspensão quebrada.

"Foi uma prova cheia de novidades para mim. Desde a largada comecei a tomar pancadas e fui caindo para trás. Tentava voltar para fila e não conseguia, então fui perdendo lugar. É uma pena, pois largando em oitavo achei que estaria isento dessas confusões na largada. Depois das pancadas, o carro foi deteriorando e quebrou a suspensão", comentou Barrichello.

Átila Abreu, um dos principais candidatos ao título perdeu três posições para Rodrigo Sperafico, Luciano Burti e Nonô Figueiredo e caiu para o sexto lugar. Enquanto isso, Cacá Bueno tentava se recuperar na prova e na 33ª volta ocupava a nona posição. Ricardo Zonta, no entanto, ultrapassou o líder do campeonato, jogando Cacá para a 10ª posição.

Quem fazia uma boa prova de recuperação em sua estréia era Tony Kanaan. Após largar em 30º, o piloto da F-Indy ocupava a 19ª posição faltando três minutos para o fim.

Enquanto Rodrigo Sperafico, Luciano Burti e Nonô Figueiredo disputavam o terceiro lugar, Cacá Bueno recuperou  a nona posição ao ultrapassar Valdeno Brito. A briga pelo terceiro lugar durou até a linha de chegada e Nonô Figueiredo acabou levando a melhor, passando Sperafico no finalzinho.

Um ótimo resultado para quem largou em 23º. Tanto que Nonô até se emocionou ao fazer esta ultrapassagem no final. "Ficha ainda não caiu para mim. Quem larga em 23º não espera chegar ao pódio. Mas ninguém faz isso sem ter um excelente carro. Provavelmente meu carro era o melhor hoje na pista. Na última volta, quando passei o Rodrigo, comecei a chorar”, confessou.

Resultado da etapa de Brasília:

1º) Max Wilson (Eurofarma), 41 voltas
2º) Ricardo Mauricio (Eurofarma), a 3s126
3º) Nonô Figueiredo (Mobil Super Pioneer Racing), a 4s545
4º) Rodrigo Sperafico (Prati-Donaduzzi Racing), a 6s753
5º) Luciano Burti (Itaipava Racing Team), a 7s708
6º) Átila Abreu (Mobil Super Pioneer Racing), a 9s385
7º) Daniel Serra (Red Bull Racing), a 11s744
8º) Ricardo Zonta (Linea Sucralose) a 13s332
9º) Cacá Bueno (Red Bull Racing), a 15s125
10º) Valdeno Brito (Shell Racing), a 15s924
11º) Ricardo Sperafico (Prati-Donaduzzi Racing),a 17s174
12º) Diego Nunes (Hot Car Competições), a 22s167
13º) Lico Kaesemodel (RCM Motorsport), a 23s113
14º) Giuliano Losacco (Shell Racing), a 27s258
15º) Tuka Rocha (BMC Racing),a 29s620
16º) Denis Navarro (Vogel Motorsport), a 30s284
17º) Vitor Meira (Officer ProGP), a 31s804
18º) Popó Bueno (Linea Sucralose), a 36s416
19º) Tony Kanaan (Bassani Racing), a 39s722
20º) Julio Campos (Carlos Alves Comp.), a 43s761
21º) Thiago Camilo (RCM Motorsport), a 43s946
22º) Duda Pamplona (Officer ProGP), a 43s961
23º) Raphael Matos (Bassani Racing), a 44s148
24º) Allam Khodair (Vogel Motorsport), a 45s119
25º) Antonio Pizzonia (Comprafacil Nascar JF), a 45s500
26º) David Muffato (Itaipava Racing Team), a 47s132
27º) Patrick Gonçalves (Carlos Alves Comp.), a 50s072
28º) Xandinho Negrão (Medley Full Time), a 3 voltas

Não completaram:

Eduardo Leite (Hot Car Competições), Galid Osman (BMC Racing), Rubens Barrichello (Medley Full Time) e Pedro Boesel (Comprafacil Nascar JF)

Classificação do Campeonato:

1º) Cacá Bueno, 159 pontos
2º) Átlia Abreu, 149
      Daniel Serra, 149
      Ricardo Maurício, 149
5º) Max Wilson, 138
6º) Valdeno Brito, 136
7º) Nonô Figueiredo, 130
8º) Thiago Camilo, 113
9º) Allam Khodair, 112
10º) Julio Campos e Luciano Burti, 101

 

 

 

 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Stock Car Brasil
Tipo de artigo Últimas notícias