Pilotos da Stock Car comentam novo formato de transmissão da categoria

Luciano Burti e Átila Abreu falam sobre prós e contras da ida da categoria à tela do canal SporTV em 2013

A Stock Car, maior categoria do automobilismo nacional, estreia em 2013 um formato de transmissão diferente dos anos passados. Com corridas sempre exibidas na Globo dentro do programa Esporte Espetacular e sem tanto aprofundamento na cobertura, a categoria neste ano terá grande espaço no canal SporTV, braço esportivo da Rede Globo na TV a cabo.

Serão exibidos treinos classificatórios e corridas ao vivo com cobertura abrangente, entrevistas e grande participação de comentaristas. A Globo exibirá apenas quatro etapas ao vivo e compactos das restantes.

“Óbvio que o primeiro impacto, quando você sai da Rede Globo, é um baque. É uma perda.”, afirma Luciano Burti, comentarista de F-1 da Globo ao TotalRace.

“Ao mesmo tempo, a Globo foi muito responsável em fazer com que a Stock Car continuasse dando o retorno que dava dentro da Globo, para que a categoria pudesse sobreviver. Por pedido da Globo, a categoria elevou o nível, elevando o custo por conta disso, e, obviamente, se não tiver retorno para o patrocinador, a categoria vai quebrar.”

O piloto e comentarista também contou um pouco do planejamento para se viabilizar a transmissão no formato atual. “Fizeram várias contas, estudos e projeções para que dentro do SporTV se tenha um espaço muito maior, um lado jornalístico muito mais forte.”

“Vamos ter classificação com pré-hora, com pós-hora, etc. Isso vai dar um retorno muito grande à categoria. No final de semana seguinte vai ter um compacto na Rede Globo, dentro do Esporte Espetacular. Vai ser um compacto que propositalmente mostre vários carros, vários patrocinadores diferentes.”

“A Globo é muito responsável nesse sentido. Acho que no longo prazo, pode até sair ganhando por ter uma cobertura mais especializada, com mais informações para que o público entenda cada vez mais da categoria”, opinou Burti.

Já Átila Abreu se disse otimista em um crescimento da Stock Car no gosto da audiência. “Eu gosto bastante. O fã da categoria agora vai poder entender o que é uma tomada de tempo.”

“Muitas vezes quando ligava a TV para assistir, via aquele grid de largada e não sabia o que tinha acontecido, o histórico. Às vezes o legal do negócio é o charme, a história contada nos mínimos detalhes, as pessoas começam a ter uma outra visão de como é a categoria.”

“Acho muito válido, gosto desse formato. O público vai gostar porque a tomada é muito legal, é uma volta, tem toda uma tenção, todo mundo fica apreensivo. Acho legal”, finalizou.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Stock Car Brasil
Tipo de artigo Últimas notícias