Pilotos da Stock têm boas impressões dos Pirelli após primeiros treinos

Burti, Átila e Khodair destacam evolução de 2012 para 2013 em performance e durabilidade da borracha

Depois de vários anos tendo a Goodyear como fornecedora de pneus, a Stock Car em 2013 terá uma nova parceira. A nova fornecedora, a italiana Pirelli, rendeu elogios de todos os pilotos, que viram ontem os tempos sendo melhorados em 3.3s após os primeiros treinos livres e uma maior consistência em saídas longas.

“É quase um outro carro, [mudou] para melhor”, disse Luciano Burti ao TotalRace. 

"É engraçado, porque no ano passado, sem querer criticar ninguém, dizíamos que precisávamos de pneus melhores, mais aderência, de um pneu que durasse mais. Quando é na F-1, as fábricas escutam, fazem aquilo que você está pedindo. Mas quando você vem de uma categoria, principalmente em um país como o Brasil, não dão muita atenção.”

Luciano ainda prosseguiu contando sobre os problemas passados com a Goodyear. “Alguém fala hoje: 'Nosso pneu era ruim'. Desde o primeiro ano fizemos pedidos formais para que melhorasse, mas nunca fomos atendidos. É uma pena. Essa falta de performance atrapalha em vários sentidos”, afirmou o piloto que se disse esperançoso que os Pirellis sejam melhores para seu estilo de pilotagem.

Já Khodair, destacou a rápida adaptação de seu Chevrolet da Vogel ao novo composto. “Estamos felizes de termos encontrado o acerto rápido para este pneu”, contou o 'japonês'.

“Agora, a corrida é uma incógnita para todo mundo. A contra indicação é que, como ele tem muita aderência, ele carrega muita temperatura também. Esse é o único problema que estamos encontrando.”

“[Os tempos] Chegaram a baixar quase 2.5s só de pneus. Eles têm uma aderência espetacular. Parece que mudou o carro, parece que é outro chassi, outra suspensão. Parece que mudou tudo”, contou. Mas o piloto ainda fez uma ressalva: “O pneu de apoio de tração, que é o traseiro direito, está em pouco tempo subindo de temperatura, e isso pode causar bolha e furo no pneu em um stint grande.”

Crítico, Átila Abreu também se surpreendeu com a nova borracha. “Muito boa. Superou as expectativas. Muito se falou, mas só acreditaria vendo, e é impressionante a durabilidade. No Goodyear, a gente dava 10 voltas e o tempo dele piorava já quase em 1.0s. Esse pneu mantém bem mais. Dá para trabalhar e achar o acerto do carro.”

“Ainda tem alguns macetes que vamos precisar descobrir ao longo do ano, e quem descobrir mais rápido com certeza vai se dar bem. As características dele em entrada de curva e saída são bem diferentes do Goodyear. Foi uma mudança boa”, avaliou Abreu.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Stock Car Brasil
Tipo de artigo Últimas notícias