Veja o que disseram os seis primeiros colocados da primeira etapa

Cacá destaca início e cuidado com pneus; Khodair lamenta problema de freio e Camilo garante: mais uma volta e ele venceria

Largada em Interlagos

Cacá Bueno, Red Bull: "Consegui assumir a ponta logo na largada e sabia que o Khodair estava com pneu usado, e eu com pneu zero, então aproveitei para abrir uma vantagem ns primeiras três voltas e depois cuidar do pneu. Foi isso que eu fiz e a corrida foi relativamente tranquila. Quando alguém vinha rápido eu forçava um pouco mais e, no final, o Thiago vinha muito rápido, mas eu tinha aberto uma diferença que dava para administrar legal sem muito risco. A equipe está, mais uma vez, de parabéns! Eles me deram um carro muito bom e fizeram um excelente trabalho durante o fim de semana."

Thiago Camilo, Ipiranga RCM: “Com uma volta a mais eu ia brigar pela vitória com o Cacá (Bueno, vencedor da prova). Quando eu cheguei no Khodair só tinha direito a usar o botão de ultrapassagem uma vez, então não podia errar o momento, dar a ele alguma chance de defesa. Isso me fez perder três voltas atrás dele. Quando cheguei no Cacá, já estava sem push to pass, mas meu carro estava mais equilibrado e se houvesse um pouco mais de tempo eu poderia disputar a vitória. A gente perdeu a chance da vitória na classificação, tínhamos que largar um pouco mais para a frente, mas esse resultado foi excelente e mostra que a equipe continua afiada, fazendo um ótimo trabalho.”
 
Ricardo Maurício, Eurofarma RC: "Arriscamos uma modificação permitida, que acabou deixando o carro muito traseiro, mas ainda assim, eu sabia que em alguns pontos eu poderia arriscar mais , fui ultrapassado pelo Khodair e Thiago Camilo, mas parti para cima deles quando tive chance, para recuperar minha posição. Acho que começamos bem o ano, principalmente porque a diferença de pontos entre os primeiros colocados, diminuiu. O campeonato está apenas começando e muita coisa vai mudar até o final desse temporada."
 
Allam Khodair, SerGlass Vogel: “O resultado final foi muito bom porque sabemos que para brigar pelo campeonato o mais importante é ter regularidade e marcar, sempre, o maior número de pontos possíveis. Foi o que fiz hoje. Depois que o carro começou a perder rendimento, por causa dos freios, meu foco foi ficar na pista e trazer o carro para casa na melhor posição possível. Poderíamos até ter ficado mais para trás. Por tudo isso, este quarto lugar é motivo de muita alegria. Quando larguei, sequer tinha certeza de que o botão de ultrapassagem funcionaria. Acionei o botão de ultrapassagem um pouco antes de Cacá, o que deu mais fôlego para o carro dele tomar minha posição. Depois foi o calor e, por fim, o freio. Passei a corrida toda lutando contra todas essas adversidades. Mas o campeonato ainda está apenas começando, temos muita corridas pela frente e começar marcando 19 pontos nos anima para seguir buscando bons resultados este ano."
 
Átila Abreu, Mobil Super Pioneer AMG: "Sabia que era essencial começar bem aqui e tentar abrir alguma vantagem no início. Arrisquei o que deu na largada e felizmente deu certo. Então veio o safety car na quarta volta. Atrapalhou um pouco, porque interrompeu meu ataque pela segunda posição e ao mesmo tempo neutralizou a vantagem que já tinha livrado para o pelotão do quarto colocado. Tentei ser agressivo na relargada, mas não deu para passar o Khodair."
 
Daniel Serra, Red Bull Racing: "Larguei bem, mas ao longo da corrida o carro começou a perder aderência. O resultado em si (o sexto lugar), não foi ruim, pensando no campeonato, mas não fiquei contente. Quero estar sempre brigando pela vitória e pelas primeiras posições."

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Stock Car Brasil
Tipo de artigo Últimas notícias