Gibson é eleita fornecedora de motores da LMP2 para 2017

Marca britânica foi escolhida para ser fabricante única de propulsores para segunda divisão de protótipos do Mundial de Endurance a partir de 2017

O Mundial de Endurance já tem a fornecedora única de motores para a LMP2 a partir de 2017. A fabricante britânica Gibson foi a escolhida para construiu os propulsores que todas as equipes da segunda divisão de protótipos do WEC deverão utilizar daqui a pouco mais de um ano.

Em 2017, a LMP2 vai passar por mudanças significativas no regulamento técnico, válido não somente para o WEC, mas para a Asian Le Mans Series (a partir de 2019), para a European Le Mans Series (ELMS) e para a WeatherTech SportsCar (atual TUDOR United SportsCar).

Em julho, a Federação Internacional de Automobilismo (FIA), junto ao Automóvel Clube do Oeste (ACO) e a International Motor Sports Association (IMSA), definiram os quatro chassis homologados para a LMP2: Dallara, Onroak, ORECA e Riley-Multimatic.  

Apesar de as especificações do motor ainda não terem sido oficializadas - o que será feito em breve - a Gibson está preparada para fornecer um V8 aspirado com pouco mais de 600 cavalos de potência. Além disso, a Cosworth foi anunciada como a fornecedora da parte eletrônica da LMP2 nos campeonatos anteriormente citados.

O cronograma para a homologação de todas as alterações técnicas na LMP2 seguirá os seguintes prazos:

• 1º de janeiro de 2016: aprovação das estruturas de segurança/monocoque;
• 1º de abril de 2016: aprovação da carenagem e componentes mecânicos;
• 1º de junho de 2016: aprovação em testes de impacto;
• 1º de setembro de 2016: apresentação de formulário de homologação;
• 1º a 15  de dezembro de 2016: inspeção final e aprovação.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias WEC , European Le Mans
Tipo de artigo Últimas notícias