Confira como é guiar simulador de 18 milhões da Fiat

Em parceria com Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, montadora revoluciona indústria automotiva com simulador ultrarrealista

Na busca de facilitar o trabalho e gastar menos em testes no futuro, a Fiat Chrysler Automobiles (FCA) inovou. Investindo mais de 18 milhões de reais, em parceria com a PUC Minas, ela inaugurou o SIMCenter, primeiro Centro de Simulação de Dinâmica Veicular da América Latina.

Localizado no Campus da PUC, o centro oferece o que há de mais avançado na tecnologia de simulação. O objetivo é gerar inovações e pesquisas com foco na segurança.

O ambiente é colaborativo, com a montadora e a PUC dividindo o uso do SIMCenter, financiado com dinheiro oriundo do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Além da montadora, alunos dos cursos de Engenharia, Arquitetura, Medicina, Psicologia e Ambientes Virtuais têm acesso à novidade.

 

Plataforma
Plataforma

Foto: Leo Lara

O sistema é o primeiro da FCA no mundo. Ele é composto por uma plataforma que realiza todos os movimentos de um veículo real através de nove atuadores. O cockpit (extraído de um carro real e diferindo dependendo dos testes) é equipado com sistema de áudio que reproduz sons do motor e reações dos pneus e da suspensão no piso.

Por meio das simulações, é possível definir as características técnicas e funcionais de cada componente de um veículo, como os amortecedores, molas, pneus, direção, freios e barras estabilizadoras. Uma vez definidas nas simulações, essas características tornam-se especificações técnicas para a construção de peças físicas que irão compor o veículo. O índice de assertividade é altíssimo.

 

Sala de controle
Sala de controle

Foto: Leo Lara

No SIMCenter, também é possível avaliar diferentes geometrias da suspensão em tempo real sem ter que ir a uma pista de teste.

“Não precisamos mais esperar a construção de um protótipo para testá-lo”, explica Gustavo Costa, supervisor de Análise Virtual de Engenharia Chassis da FCA.

“Temos condições de identificar imediatamente qual é o impacto daquela alteração no desempenho e na segurança do veículo, a fim de projetar a melhor sensação de dirigir.”

Experiência no simulador

 

Interior Jeep Renegade
Interior Jeep Renegade

Foto: Leo Lara

O Motorsport.com teve a oportunidade de experimentar o simulador da Fiat. De cara, a estrutura impressiona. Uma grande sala escura com o chassi de um carro (na ocasião, um Jeep Renegade) à frente de uma tela imersiva de 230° dão a real impressão para quem dirige de estar em uma realidade paralela.

A pista na qual tivemos a oportunidade de testar o carro foi o autódromo de Hockenheim, na Alemanha. Todas as zebras e imperfeições da pista estão bem representadas frente à estrutura, peso e dimensões do carro testado.

A movimentação dos nove atuadores sob a plataforma gera uma força centrífuga perto na real. A barreira deste simulador, assim como os utilizados por equipes de Fórmula 1 (alvo de pesquisas da Fiat antes do lançamento do SIMCenter), é de fato a força G ter um limite de simulação.

No entanto, além de pistas, também é possível simular um ambiente urbano, com pedestres e outros veículos. A montadora promete que irá digitalizar em breve ruas de cidades reais no Brasil, como São Paulo e Rio de Janeiro (incluindo buracos e imperfeições do asfalto) para, além de melhorar seus carros, ajudar na segurança no trânsito. A tecnologia e as ações fazem a iniciativa da FCA ser de fato um marco na indústria automotiva brasileira.

 

Simulador Fiat
Simulador Fiat

Foto: Leo Lara

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Automotivo
Tipo de artigo Últimas notícias