Buhk e Baumann conquistam título do Blancpain GT Series

compartilhar
comentários
Buhk e Baumann conquistam título do Blancpain GT Series
2 de out de 2016 14:27

Enzo Ide é o campeão da Sprint enquanto que em Barcelona Tristan Vautier e Felix Rosenqvist vencem a prova. Dupla brasileira abandona corrida principal

#84 AMG Team HTP Motorsport Mercedes AMG GT3: Dominik Baumann, Maximilian Bühk
#84 AMG Team HTP Motorsport Mercedes AMG GT3: Dominik Baumann, Maximilan Bühk
#84 AMG Team HTP Motorsport Mercedes AMG GT3: Dominik Baumann, Maximilian Bühk takes the win
Winners #84 AMG Team HTP Motorsport Mercedes AMG GT3: Dominik Baumann, Maximilian Bühk
Winner Maximilian Bühk, Team HTP Motorsport celebrates with team
#3 Belgian Audi Club Team WRT Audi R8 LMS ultra: Sergio Jimenez, Rodrigo Baptista
#3 Belgian Audi Club Team WRT, Audi R8 LMS: Filipe Albuquerque, Rodrigo Baptista, Sergio Jimenez
#3 Belgian Audi Club Team WRT, Audi R8 LMS: Filipe Albuquerque, Rodrigo Baptista, Sergio Jimenez
#3 Belgian Audi Club Team WRT, Audi R8 LMS: Filipe Albuquerque, Rodrigo Baptista, Sergio Jimenez
#3 Belgian Audi Club Team WRT, Audi R8 LMS: Filipe Albuquerque, Rodrigo Baptista, Sergio Jimenez
#3 Belgian Audi Club Team WRT, Audi R8 LMS: Filipe Albuquerque, Rodrigo Baptista, Sergio Jimenez

A temporada 2017 do Blancpain GT Series terminou neste domingo em Barcelona com o título do #84 da Mercedes de Maxi Buhk e Dominik Baumann no geral. Outro a comemorar foi Enzo Ide, que levou seu Audi #33 ao título da Sprint.

No circuito catalão o domingo foi de Tristan Vautier e Felix Rosenqvist, que levaram a melhor na corrida principal da etapa.

A dupla brasileira na categoria, Rodrigo Baptista e Sergio Jimenez teve um dia de altos e baixos. O Audi #3 foi protagonista da primeira prova do dia, conquistando nada menos que nove posições. Saltou de 24o no grid para 15o na bandeirada, graças a um desempenho bastante consistente dos dois pilotos e um pit-stop eficiente.

Na corrida final, estava próximo da zona de pontuação quando teve contato com o Audi #2 a quatro voltas da bandeirada e foi forçado a abandonar.

Apesar de os pontos terem escapado na última jornada de sprint do ano, tanto Rodrigo Baptista quanto Sergio Jimenez destacaram a jornada da dupla ao longo da temporada 2016 –a primeira do piloto de 20 anos de idade fora do Brasil.

“O fim de semana foi mais difícil que esperávamos", disse Baptista. "Nas outras pistas nosso carro era muito bom, mas aqui não tinha o mesmo comportamento. Barcelona tem muitas curvas em que o piloto precisa entrar freando, e isso não é um dos pontos fortes do carro. Mas conseguimos andar relativamente bem, com um ritmo adequado."

“Foi meu primeiro ano de Europa, e isso sempre é mais difícil. Todas as pistas novas, pilotos muito competentes e experientes. Acho que aprendi bastante e vamos ver no ano que vem, que certamente será melhor”, avaliou o piloto HTPro.

Jimenez destacou a jornada da dupla. Este foi seu quarto ano completo no Blancpain GT Series, e o competidor de Piedade (SP) apontou que foi a temporada mais acirrada em que acelerou no evento.

“Foi um ano muito positivo, de muito aprendizado. A categoria cresceu muito desde que entrei, foi o ano mais forte. São pilotos muito profissionais e competitivos, muitos pilotos de fábrica." 

"Fizemos um bom trabalho e faltou um pouco de sorte ao longo do ano. Em diversas corridas andamos entre os seis, oito primeiros, mas os resultados escaparam por algum detalhe. Nas endurance, com grids bem mais cheios, andamos ainda mais pra frente, com o 11o em 70 carros em Spa e o pódio do Rodrigo em Paul Ricard”, enumerou Jimenez.

Next article

Next article

Radar verde-amarelo: fim de semana de pódios na França e EUA

Radar verde-amarelo: fim de semana de pódios na França e EUA
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Blancpain Sprint
Evento Barcelona
Localização Circuit de Barcelona-Catalunya
Pilotos Dominik Baumann , Maximilian Buhk
Tipo de matéria Relato da corrida