Competidora interrompe prova para ajudar piloto inconsciente

compartilhar
comentários
Competidora interrompe prova para ajudar piloto inconsciente
Jamie Klein
Por: Jamie Klein
7 de jan de 2016 11:47

Laia Sanz desce de sua moto por mais de 40 minutos para prestar socorro a Pela Renet; organização premia boa ação e desconta tempo perdido pela espanhola

Laia Sanz
#12 KTM: Laia Sanz
#51 Husqvarna: Pela Renet

A piloto Laia Sanz, da KTM, parou para socorrer um colega competidor durante a quarta etapa do Rally Dakar na última quarta-feira, depois de o francês Pela Renet perder a consciência em uma queda.

O estreante sofreu um forte acidente a 27 km do término dos 429 km cronometrados, e foi posteriormente levado para o hospital na cidade vizinha de Jujuy com um ferimento na cabeça. Ele recuperou a consciência depois de alguns minutos.

Sanz, que tinha sido ultrapassada pelo piloto da Husqvarna durante o estágio, parou para vir ao auxílio de Renet até que as equipes médicas conseguissem chegar ao local.

"Ele me ultrapassou no especial e, em seguida, eu o segui. Eu estava no quilômetro 402 quando isso aconteceu", disse Sanz ao Motorsport.com durante a chegada a Jujuy.

"No começo, quando eu encontrei Renet, eu estava com medo, porque ele estava inconsciente. Ele tinha um pouco de dor no quadril e costas, mas ele foi (para o hospital) mais ou menos bem.

"Ajudar alguém é o que qualquer piloto deve fazer, isso é normal e era importante. Embora eu perdesse tempo era a coisa certa a fazer."

A parada fez com que Sanz ficasse em 53º na etapa, 42 minutos atrás do Paulo Goncalves, caindo de 21ª para 38ª na classificação geral. Só que a organização, como é de praxe no rali, descontou o tempo perdido e atualizou a classificação da espanhola: 15ª na etapa e 19ª no geral.

"Nesse sentido, a organização funciona bem e dá aos pilotos de volta o tempo que perdem quando você para para ajudar alguém", disse Sanz.

"Foi um dia muito bom para mim. Mesmo antes disso, nós estávamos no top 15, mas ninguém gosta que essas coisas acontecem e foi importante parar e ajudar."

"Até agora, a navegação não foi necessária, e que se reflete no elevado número de concorrentes remanescentes na corrida", acrescentou, ansiosa para o terreno mais áspero da segunda semana do rali.

Próxima Dakar matéria
Após vitória de De Rooy no dia 4, Versluis assume liderança

Previous article

Após vitória de De Rooy no dia 4, Versluis assume liderança

Next article

Price vence quinto estágio e Gonçalves mantém liderança

Price vence quinto estágio e Gonçalves mantém liderança
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Dakar
Evento Dakar
Pilotos Laia Sanz , Pela Renet
Autor Jamie Klein
Tipo de matéria Entrevista