Dakar cancela punição a Sainz

Comissários reviram evidências de suposto acidente, após recurso da Peugeot

A Peugeot apresentou ontem à noite uma série de documentos, entre eles a telemetria do carro de Carlos Sainz aos comissários do Dakar, com o intuito de reverter a punição ao espanhol por ter batido no quadriciclo do holandês Kees Koolen.

Depois de analisá-los, os delegados decidiram nesta quarta-feira (17) cancelar a pena de 10 minutos imposta ao espanhol.

Desta forma, Sainz tem 1h00min45s para Stephane Peterhansel, faltando apenas três estágios para o término da 40ª edição do Dakar.

"Na telemetria, vê-se que Carlos segue o quadriciclo durante 12 segundos a 50 km/h e quando o quad perde controle, ele freia novamente até 37 km/h", disse Bruno Famin, chefe da Peugeot.

Os comissários enviaram a resolução do cancelamento da sanção, enquanto Famin apresentou à mídia presente no Dakar os gráficos de telemetria.

"É uma questão de bom senso. Estamos felizes por terem decidido cancelar a punição, uma vez que não dispunham de todos os dados para a decisão há dois dias. Eles fizeram uma boa análise", respondeu Famin depois de saber da resolução.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Dakar
Evento Dakar
Pilotos Carlos Sainz , Kees Koolen
Tipo de artigo Últimas notícias