Dakar pune Sainz em 10 minutos por incidente com quad

Espanhol que lidera competição de carros do rali foi considerado culpado pelos comissários

De nada adiantaram os argumentos de Carlos Sainz em relação ao incidente do sétimo estágio do Dakar, no trecho que ligou La Paz a Uyuni neste sábado, com o piloto holandês Kees Koolen, que compete nos quadriciclos.

Nesta segunda-feira (15), após a reclamação formal de Koolen e a investigação da direção do rali, Sainz foi punido em 10 minutos em seu tempo. Com isso, ele mantém a ponta da competição, com 56 minutos à frente do piloto do Catar Nasser Al-Attiyah.

Bruno Farmin, chefe da Peugeot Sport, deixou claro que a equipe irá apelar.

"A verdade é que Carlos não colidiu com o quad, porque se ele não estava danificado. Se os comissários entenderam que houve um comportamento ruim de Carlos, eles deveriam ter colocado uma sanção econômica.”

"Nós vamos dizer que vamos apelar da decisão na próxima hora e podemos apresentar o recurso nos próximos três ou quatro dias, e então haverá várias semanas para tomar a decisão se não formos a nível internacional. Caso contrário, será um processo que pode levar cinco ou seis meses."

"Ninguém pode realmente entender essa penalidade, isso deixa a porta aberta para qualquer coisa, se qualquer concorrente disser que ele quase colide com outro sem qualquer prova, todos nós teremos 10 minutos de punição, é realmente incompressível."

"Eles querem ser protagonistas porque vão falar sobre isso durante esses dias e, mesmo depois de Córdoba, não conheceremos o vencedor.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Dakar
Evento Dakar
Pilotos Carlos Sainz , Kees Koolen
Tipo de artigo Últimas notícias
Tags carlos sainz, dakar, dakar 2018, dakar 2018 sainz