Gonçalves perde consciência, mas escapa de lesões sérias

Português, que chegou a liderar a categoria motos do Dakar, sofreu acidente forte durante 11ª etapa

Paulo Gonçalves escapou de ferimentos graves após o acidente que o afastou do Rally Dakar, apesar de perder a consciência brevemente na queda.

O piloto da Honda teve de ser levado de helicóptero para o hospital em San Juan depois de bater no quilômetro 118 km do trecho cronometrado da etapa de 431 km, encerrando suas esperanças de finalizar o evento.

 

 

Mas, apesar da aparente gravidade do acidente, Gonçalves foi liberado pela equipe médica, sofrendo apenas uma concussão.

Um comunicado da equipe HRC diz: "depois de uma verificação médica completa e de imagens, os médicos determinaram que o impacto não havia resultado em nenhuma fratura nem qualquer consequência grave."

Por sua parte, Gonçalves disse que não tinha memória do incidente que colocou um fim às suas esperanças de terminar o rali.

"Parece que foi uma queda pesada, mas eu não consigo lembrar o que aconteceu", disse o piloto português. "Foi-me dito que eu cheguei com a moto para uma área onde não tinham espectadores e ambulâncias".

"É um Dakar que termina para mim da pior maneira. É uma pena porque a equipe realmente merecia muito mais".

"A competição é dura e nos últimos dias não tinha ido tão bem. Mas temos de continuar e acho que em breve vamos estar de volta à competição. "

Um Dakar difícil

Gonçalves virou um dos principais candidatos à vitória do Dakar, assumindo a liderança com a vitória no estágio 4 e segurando-a até Toby Price o desbancar no estágio 8.

Mas, ele teve a sorte de continuar após a etapa 9, quando ele parou por causa de um radiador quebrado e parecia pronto para sair do rali.

As sanções recebidas fizeram ele cair do terceiro para o oitavo lugar, onde ele permanecia até o acidente no 11º estágio.

 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Dakar
Evento Dakar
Pilotos Paulo Goncalves
Tipo de artigo Últimas notícias