Líder das motos deixa Dakar após forte acidente

Adrien Van Beveren, piloto oficial da Yamaha, foi o mais rápido na terça-feira na estrada para Belén quando teve um forte acidente a 3 km da linha de chegada

O sonho da Yamaha de ganhar o Dakar saiu voando a três quilômetros da linha de chegada de Belém. Adrien Van Beveren, com 22 segundos de vantagem antes desta terça-feira à frente da categoria motos, foi o melhor durante o estágio complicado e controverso. Mas enganchou sua roda dianteira a 150 km/h a 3 km do final e passou pelo guidão para pousar forte na margem de um rio seco com alguma lama.

O piloto perdeu a consciência por vários segundos, depois ele tentou continuar. Ele subiu na moto, mas cem metros depois caiu novamente, desta vez a baixa velocidade, porque o guidão foi completamente destruído.

Removido de helicóptero para o Hospital de Belén, descobriu-se que o francês tinha um trauma torácico e uma clavícula quebrada. Os médicos continuam fazendo diferentes testes para avaliar se devem intervir ou não.

Jordi Arcarons, gerente de esportes da equipe, recebeu o Motorsport.com profundamente triste pelo acidente de seu piloto e preocupado com seu estado de saúde.

"É um daqueles dias para esquecer, deixa você muito, muito frio depois da corrida quase perfeita que Adrien estava fazendo. Ele tinha validado todos os Waypoints em um estágio muito complicado e veio com opções para se colocar com muita diferença no geral" garante o catalão.

"Mas este esporte tem dessas coisas, todo o trabalho duro que fizemos este ano foi diluído em alguns dias, primeiro com De Soultrait e Caimi e agora com Van Beveren".

"O importante agora é que ele se recupere perfeitamente, que essas coisas sempre deixam uma marca, e que ele retorne à moto tão bem como esteve nesses dias. O tempo cura tudo, mas agora estamos afundados".

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Dakar
Evento Dakar
Pilotos Adrien van Beveren
Tipo de artigo Últimas notícias