Navegador de Loeb confirma fratura no cóccix

Após avaliação em Arequipa, o copiloto de Sebastien Loeb, Daniel Elena, foi confirmada a lesão que pôs fim ao sonho do piloto francês

O quinto estágio do Dakar de 2018 foi marcado pelo abandono de Sebastien Loeb. Mesmo começando muito bem, o piloto e seu navegador, Daniel Elena se viram com problemas.

Loeb seguia um de seus rivais, Nasser Al-Attiyah, mas aos cinco quilômetros de corrida, ele ficou preso, depois de bater em uma duna, quando tentou repetir a trajetória do piloto do Catar. O Toyota não teve problemas para continuar, aproveitando a tração nas quatro rodas de seu Hilux, enquanto Loeb - sem o mesmo recurso - ficou preso.

O golpe não trouxe danos ao carro, mas causou uma dor intensa para Daniel Elena. Depois de 2h45min, conseguiram tirar o veículo da duna e voltar ao curso no final da primeira parte da especial, embora tivessem que parar outros 25 minutos.

O francês se viu obrigado a abandonar o rali devido às fortes dores no cóccix de seu navegador.

“Daniel tinha muitas dores por causa do impacto. Não podíamos passar dos 30 km/h para não agravar a situação”, explicou Loeb ao finalizar a jornada.

Uma vez que chegaram ao acampamento de Arequipa, Loeb e Elena foram submetidos a exames médicos para verificar o estado de saúde de ambos. Nesta manhã, a fratura de cóccix de Daniel Elena foi confirmada, e ele mesmo explicou em seu perfil do Twitter.

"Um despertar difícil... educadamente disse: meu traseiro dói! O resultado é devastador: fratura de cóccix! Obrigado a todos por suas mensagens!" Escreveu Elena.

 

Informações adicionais de Gerald Dirnbeck

 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Dakar
Evento Dakar
Pilotos Sébastien Loeb , Daniel Elena
Tipo de artigo Últimas notícias
Tags dakar 2018, daniel elena, loeb elena, noticias dakar