Peterhansel: "Sainz teve muito azar nesses anos"

Piloto francês disputa o segundo lugar com Nasser Al Attiyah nas últimas duas etapas do Dakar e deixa claro: "Somos apenas humanos"

Stephane Peterhansel , o Monsieur Dakar, jogou a toalha há alguns dias, não por falta de desejo, mas porque ele sabe que não faz sentido pressionar seu próprio companheiro de equipe com agora 44 minutos de desvantagem. Mas Peterhansel está feliz com a vantagem de Sainz.

"Não posso ficar feliz com o segundo lugar, mas no final cometi um grave erro e Carlos fez uma corrida perfeita com um trabalho muito bom. Então estou feliz por ele", reconhece francês ao Motorsport.com.

"No final, se terminarmos em segundo lugar com o grande problema que tivemos na maratona, será melhor do que esperávamos, depois de ficar parados por quase duas horas. Estou muito feliz por Carlos porque nos últimos três anos teve muito azar e ele fez um ótimo trabalho para o time, então agora, se ele puder ganhar, será ótimo para ele e para o time".

O francês ainda está à espera de um duelo de dois dias com um Nasser Al Attiyah que promete acelerar fundo a cada quilômetro.

"Agora, o objetivo é gerenciar a diferença com Nasser e nada mais. Normalmente, não cometemos erros, mas este ano nós os cometemos. Isso deixa claro que não somos uma máquina, apenas seres humanos".

Al Attiyah não quer ficar de braços cruzados e avisa: "Ele não pode relaxar. Estou apertando-o e eu preciso continuar fazendo isso, porque ele cometeu um grande erro e estava perto de colocar fim a sua corrida porque saiu da pista e bateu em um monte de areia. Vou tentar estes dois dias, você nunca sabe o que pode acontecer.

"Ganhar seria ótimo, mas nosso plano é ganhar essas duas etapas e também pressionar Stephane. Não é uma batalha. Peterhansel tem mais de 20 minutos, mas tudo pode acontecer".

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Dakar
Evento Dakar
Pilotos Carlos Sainz , Stéphane Peterhansel
Tipo de artigo Últimas notícias