Peugeot: "Nosso desempenho está muito adiante"

Marca francesa acredita que deve fazer uso das sete vitórias que estiveram no Dakar até agora e deixa claro que a Toyota está abaixo

A Peugeot está confiante. Embora tenha apenas dois carros com opção de pódio e de vitória, a fabricante francesa se vê superior à Toyota.

Dos nove estágios realizados até o momento, a Peugeot impôs-se em sete deles. Para Bruno Famin, chefe do programa esportivo da marca, é um sinal inequívoco de que eles fizeram um trabalho melhor do que seus rivais.

"Acredito que o nível de desempenho é muito claro. Mas, como vimos desde o início deste Dakar, muitas coisas podem acontecer e podem mudar a corrida de uma hora para a outra", responde o francês à questão do Motorsport.com se eles ainda temem a Toyota.

"No desempenho puro, não há dúvida, estamos muito adiante, é por isso que vencemos sete das nove etapas. Mas o desempenho não é tudo".

A Peugeot só pensa em despedir-se de seu ciclo de quatro anos no Dakar com sua terceira vitória. Caso contrário, seria um fracasso.

"É claro que seria um fracasso. Estamos aqui para vencer, não para ser o segundo", acrescenta Famin, que define o exemplo do Dakar 2016 em que Peterhansel chegou sozinho no final.

"Não é uma situação confortável. Mas é assim, há dois anos foi o mesmo com Stephane que ficou sozinho e chegou ao fim. Mas estamos todos focados em ter os dois carros em Córdoba com o melhor possível".

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Dakar
Evento Dakar
Pilotos Carlos Sainz , Stéphane Peterhansel
Tipo de artigo Últimas notícias